Introdução de sólidos na alimentação do bebê

by Pat Feldman on 02/12/2010 · 61 comments

in Alimentação, Bebês, Papinhas doces, Papinhas Salgadas

(publicado originalmente em janeiro de 2008)

Eu já falei AQUI sobre as primeiras papinhas do meu filho mais velho, e como o bebezinho daqui a pouco começa nas papinhas, resolvi refrescar este texto, pra vocês e para mim. Ficou uma lista imensa com sugestões de cardápios, combinações, etc…

Outro dia desses a filha da minha querida amiga Daniela completou 6 meses e foi iniciada no mundo das papinhas – até então era a Dani quem “fornecia” tudo!! (Atualizando: Dani agora tem dois meninos, gêmeos!) Ela me escreveu, conversamos pelo MSN e me pediu mil dicas. Eu respondi com um e-mail que vou reproduzir para vocês, já que acho que essas dicas podem ajudar muitas mamães que eventualmente estejam confusas e/ou sem idéias para essa nova fase do bebê.

(atualização) Tudo o que escrevi aqui foi o que fiz com o meu primeiro filho, e que pretendo fazer igual com o segundo, que começará a introdução dos sólidos muito em breve. Todos os alimentos que uso aqui em casa são de procedência garantida, da minha total confiança. Para a escolha do que dar primeiro e o que dar depois ao bebê eu pesquisei muito, usei o meu bom senso e me baseei nas informações divulgadas pela Weston A. Price Foundation através do excelente livro Nourishing Traditions escrito pela Sally Fallon.

  • Meu filho começou aos 4 meses a comer gema mole com uma colherinha de fígado ralado (ele era cru e congelado, porque assim fica fácil de ralar um pouquinho por dia). Essa “delícia” eu dava sempre, TODOS OS DIAS, no café da manhã, antes mesmo da mamadeira porque com fome qualquer um fica mais aberto a novidades – e no fim fazíamos ovos quente (clara dura e gema mole) para mim e para meu marido também, uma delícia. No caso dele, que não mamou no peito, essa introdução foi necessária, para que não houvesse risco de anemia. A gema de ovo é importantísima para o bebê e se você tem um fornecedor de confiança (caipira obrigatoriamente e desejável que seja orgânico) dê a gema o quanto mais crua. A salmonella existe em maus criadores e fica sempre na casca do ovo, que deve ser muito bem lavado no momento em que for utilizado. Eu nunca tive problemas e não tenho até hoje!
  • Perto dos 6 meses começamos com as papinhas, preferi as salgadas primeiro e foi uma escolha minha, puramente instintiva – talvez você não tenha notado ainda, mas o pessoal gosta de começar pelas frutas… Eu acho que não é legal. Fruta é bem docinha, muito mais fácil de gostar do que verduras e legumes.
  • Todas as papinhas do meu filho eram preparadas no começo no vapor e eram de um ingrediente só. Nas 2 ou 3 primeiras semanas eu cozinhava o legume no vapor, colocava numa peneira metálica sobre uma panela com água e cozinhava até ficar bem macio. Cozinhava o fígado sem tempero nenhum à parte. Passava tudo no processados, prá deixar bem cremoso, e temperava com uma colherinha de caldo de carne e um bom tanto de manteiga. Sem sal, pimenta ou quaisquer ervas. Eu decidi que ele teria que conhecer o sabor de cada coisa individualmente.

  • Todo mundo diz que não se deve usar processador para a comidinha deles, mas de novo meu bom senso falou mais alto! Poxa, a criança não pode sair de uma alimentação puramente líquida direto para pedacinhos!! É pedir muito!! Principalmente porque a maioria dos bebês nessa fase ainda nem dentes tem!!! Eu batia no processador sim, sem culpa nenhuma!!!

 

  • Com o tempo comecei a dar combinações de legumes (também estão aqui), primeiro cozidos no vapor e depois cozidos direto no caldo de carne, já com fígado, manteiga e tudo. A proporção de fígado: 2 ou 3 bifes para cerca de 1kg de legumes.
  • A cada ingrediente novo eu prestava atenção em todas as possíveis reações: uma eventual cólica, coceira diferente, xixi alterado, coco, etc… A gente nunca sabe… As vezes até coisas saudáveis podem dar alergias!
  • Com nenhuma reação adversa, eu segui mudando as combinações e aos poucos fui acrescentando verduras e ervas – as folhas podem soltar um pouco o intestino, por isso é legal introduzir bem aos poucos.
  • As frutas começaram a aparecer timidamente como sobremesa das refeições, normalmente batidas com iogurte (a única que eu amassava na mão era a banana e algumas vezes o abacate). TODAS sem açúcar!!!!!!! Inclusive o abacate!! Se ele não conhece o doce, não podia preferir, e até hoje, se eu der, ele come abacate sem açúcar ou qualquer tipo de adoçante (até porque açúcar memso nem tem aqui em casa…).
  • Arroz, feijão e outros grãos só foram introduzidos depois de 1 ano e sempre preparados à minha maneira: deixados de molho previamente em soro e água. Ah, o milho eu dei uma vez e só fui dar de novo depois de um tempão!! Soltou muuuuuito o intestino dele…
  • Perto de completar 1 aninho eu comecei a introduzir a clara de ovo: clara dura e gema mole = ovo na água fria, fervura, conta 3 minutos
  • Para dar um tempero diferente na comida e de quebra acrescentar nutrientes, de vez em quando eu misturava nas papinhas umas gotas de óleo de fígado de bacalhau ou óleo de coco. Faz um bem danado e dá um gostinho bem bom!!
  • O peixe eu dei cozido a 1a. vez com quase 8 meses. A pediatra falou que foi arriscado, não se recomenda antes de um ano. Se bem que em crianças que não apresentam em geral problemas de alergia, a chance é menor. Na dúvida, eu acrescentava novidades em intervalos de tempo para poder observar eventuais reações. Outros frutos do mar em geral são desaconselhados antes dos 3 anos, mas não totalmente proibidos. De novo o bom senso e a intuiçõe da mamãe é quem deve decidir.

Ufa, será que faltou alguma coisa???????? Escrevi tudo de mais importante que me lembrei, mas estou à disposição para o caso de ter restado alguma dúvida!!




Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 58 comments… read them below or add one }

cíntia April 12, 2008 at 17:06

Amei Pat, já salvei nos meus favoritos, parabéns!!!!!!!

Reply

kelly June 2, 2008 at 12:00

pat n esta abrindo os links q tem o “aqui” gostaria de ver os relacionados.

me ensina o processo do figado??
como vc prepara… como fazer… cozinhar, congelar.
e a o da gema tbm.

estou adorando suas receitas. qdo meu filho fizer 6 meses
vou seguir fielmente suas dicas. to anotando tudo!

bjos e obrigada
te aguardo

Reply

Patricia Stabile McCarden February 18, 2009 at 12:51

Pat
Esses artigos vao me salvar! Ateh hoje nao dei gema de ovo pra minha filha por falta de orientacao mesmo… Hoje gracas a vc e seu artigo maravilhoso, vou adicionar 1/2 gema cozida na papinha do almoco, bem cozida, pq nao acho ovo organico por aqui… pra variar :(
Beijos e mais uma vez origada

Reply

Luciane March 1, 2009 at 17:21

Os links para a combinação de legumes não estão funcionando! Socorro!
Tenho um bebê de 5 meses e já estou devorando tudo que encontro sobre o assunto, já que a introdução de alimentos com minha primeira filha foi um fracasso…

Reply

Pat Feldman March 1, 2009 at 17:28

Luciane, acho que o link que voc^está procurando é este: http://pat.feldman.com.br/?p=459 Vou ver o que há de errado no artigo.

Reply

Fabiana April 1, 2009 at 21:29

Olá Pat gostaria de saber qual o melhor procedimento para adicionar a gema nas papinhas do nene. Meu filho tem 7 meses e no mês passado sofri para achar receitas nutritivas e adequadas para ele. E ainda ele não acostumou com as papinhas salgadas..achei suas dicas ótimas e já copiei as receitas e estou colocando em prática…Obrigada

Reply

Pat Feldman April 1, 2009 at 22:34

Fabiana, se você tiver um bom fornecedor de ovos caipiras, pode misturar uma gema crua mesmo na papinha do seu bebê, não altera em nada o gosto. Mas não se esqueça de lavar muitíssimo bem a casca do ovo antes de quebrá-lo – isso é fundamental para evitar eventuais contaminações.

Se você não se sente à vontade dando a gema crua, cozinhe o ovo, separe a clara da gema cozida, amasse a gema com um garfo e misture à papinha – acredito que o sabor também não se altera muito nesse caso.

Uma outra medida que melhora o teor nutricional das papinhas é cozinhá-las com caldo de carne ou caldo de frango caseiros, acrescentar uma porção de manteiga e/ou óleo de coco extra-virgem.

Tenha paciência na introdução das papinhas: é um novo sabor, nova textura, nova forma do alimento entrar na boquinha dele, enfim, muita novidade de uma vez só para um bebezinho tão pequeno!

Reply

GILMARA May 26, 2009 at 21:55

oi,sou mãe de primeira viagem e tenho muitas duvidas,
meu pequeno já tem sete meses e ainda não começou c/alimentos sólidos,preciso de ajuda!
gostei das dicas de sopihnas mas na falta do caldo de carne o q colocar….responda-me com urgência
beijos!

Reply

Pat Feldman May 26, 2009 at 22:47

Gilmara, ocaldo de carne só fica faltando se você não o preparar. Ele é importante não só para dar sabor, ocmo também contribui com uma infinidade de nutrientes super importantes para o bom desenvolvimento do seu filho!

Tente fazer em casa um dia desses. É mais fácil do que parece!

Reply

ANA PAULA June 20, 2009 at 17:17

Ola queida Pat,preciso de orientacões quanto alimentação da minha pequena,ela ira completar 4 meses e sua pediatra me disse que ira introduzir suquinhos e frutinhas,mas verifiquei que você fez diferente gostaria de instruções sobres estas papinhas tambem qto ao figado e as gemas.

Obrigada Ana Paula.

Reply

claudia pereira September 24, 2009 at 21:26

Minha nina tem 5 meses e toda vez que dou papinha diversas (mamão, abobora, batata) ela tem prisão de ventre o que faço.

Reply

Tati June 10, 2010 at 15:21

Pat, o fígado crú ralado você deu até quando? Eu sempre ralo um pouquinho na papinha da minha filha, depois de tudo pronto já no potinho.

Reply

Pat Feldman June 10, 2010 at 16:36

Tati, eu nem me lembro ao certo até quando dei regularmente, mas até hoje, se vejo o pequeno meio abatido ou cansado, ralo um pouquiho por cima. Não altera em nada o gosto e cara da comida, mas deixa nutritivo!

Reply

Roberta December 3, 2010 at 13:39

Oi Pat, te acompanho há tempos aqui e há pouco tempo no twitter, você usa o caldo de carne normal que você faz mesmo? OU é um especial pro pequeno? Na comidinha do Leo, eu coloco beeeem pouco sal e tempero com umas ervinhas e azeite de oliva. Adorei esse post!

Reply

Pat Feldman December 3, 2010 at 16:01

Roberta, o caldo de carne da papinha do bebê é exatamente o mesmo da rceita aqui do site! Completo!

Reply

Erika December 6, 2010 at 21:25

Pat, outro dia perguntei para o pediatra se podia dar fígado para meu filho de 7 meses e ele me aconselhou a não dar fígado, pois é lá que vai parar todo hormônio utilizado pelos criadores de gado.
Eu adoro fígado e sempre comi, mas agora estou na dúvida pois não tenho um fornecedor de confiança…
O que vc acha?

Reply

Pat Feldman December 6, 2010 at 23:13

Erika, eu vou achar a fonte exata para te passar, mas o que já li é uqe apesar do fígado filtrar o que não presta, ele não retém tais porcarias. Me cobra a fonte dessa onformação, eu não lembro de cabeça!

Reply

Maria May 7, 2012 at 15:38

Pat e se não for possível encontrar um fornecedor de confiança? Posso usar fígado de supermercado?

Outra questão: tenho uma bebê de 4 meses e meio e vou começar a dar a gema de ovo já amanhã antes da mamadeira da manhã. O problema que tenho é que moro na Noruega onde é quase impossível encontrar fígado. Das duas uma: ou tenho a ‘sorte’ de encontrar no supermercado (moro aqui há 4 anos e meio e só vi fígado à venda uma vez!!) ou então conto com agricultores que nem sempre têm carne (e fígado) disponíveis (só poderei ter acesso a 1 fígado no próximo mês de Outubro veja bem…). Não sei o que fazer pois adoraria colocar um pouco de fígado na gema de ovo para a minha filhota todos os dias. Há algo mais que eu possa colocar sem ser o fígado?
Tenho a possibilidade de fazer manteiga em casa (ainda não experimentei para ver o que dá) pois tenho acesso a leite cru (demorei mais de 2 anos para encontrar!!!)…
Aqui, nos centros de saúde, dizem para dar papinhas de cereais aos bebês a partir dos 4 meses em diante mas tenho lido muito (Weston A. Price) eu sei que não é uma boa ideia….. o que vc me aconselha Pat? Já perdi a conta às horas e dias em que tenho pesquisado…..

Reply

Pat Feldman May 7, 2012 at 16:00

Maria, carnes de órgãos víceras são normalmente as mais nutritivas. Senão encontrar fígado, tente outro.

Aqui em casa, com meus dois filhos, eu iniciei com papinhas de legumes com carnes e definitivamente acho quefoi a melhor opção. As frutas, sempre misturadas om iogurte, vieram logo a seguir, e os grãos, cereais e sementes somente bem depois de um ano.

Reply

Maria May 7, 2012 at 16:36

Tenho de me corrigir: o meu marido foi ao supermercado e encontrou fígado de vaca e de porco à venda. Eu pedi que trouxesse o de vaca. Apesar de não saber a sua proveniência nem de saber o que a vaca comeu nem que medicamentos/antibióticos/vacinas levou creio que o posso usar após estar congelado 15 dias….. o que vc acha Pat?

Reply

Pat Feldman May 7, 2012 at 17:47

Achoque pode e deve, Maria!

Maria May 7, 2012 at 18:12

Muito obrigada Pat! :)

Maria May 8, 2012 at 18:58

Viva Pat :)

Dei só um pouco de gema de ovo molinha numa colherinha à minha princesa. Bom, não sei se ela gostou ou não: ficou olhando para mim sem saber o que fazer e sorria porque eu me ri com a sua reação (não consegui me conter!). Não lambeu a boca nem a mão (ficou lá gema também). Resumindo, não creio que tenha tido uma reação negativa nem positiva. Não sei se continuo a dar… ai, só tenho dúvidas (não em relação a essa opção que fiz que sinto ser a correta). O que vc acha Pat? Desculpa ser chata…

Obrigada! Um abraço, Maria.

Maria May 8, 2012 at 19:08

Esqueci de acrescentar que não cuspiu nem vomitou, não ocorreu nada fora do normal. A minha pequenita continuou na mesma :) também fiquei e estou atenta a reações alérgicas. Até agora tudo igual.

Fiquei com a sensação que ela ainda não está nada preparada para comer alimentos sólidos à colher. E tem 4 meses e meio. Não rebola nem senta ainda. Eu acho que tudo isto é normal e não vou forçar nada. Vou continuar a observá-la e a ver o que me diz o meu instinto. Ela comerá com a colher quando eu sentir que ela está preparada. Até lá acho que vou continuar a tentar a gema aos pouquinhos.

Como eu não tenho leite suficiente para ela, já pedi os ingredientes para fazer a fórmula que a Fundação Weston A. Price sugere. Até agora ela tem mamado leite de supermercado (já o provei e é doce… não sei se devido à lactose ou à lecitina de soja já que a caixa não indica que tenha xarope de glucose nem nada disso). Tenho receio que a minha bebê recuse a nova fórmula (só com o óleo fermentado faço ideia do sabor…). Como acha que devo fazer a transição Pat? E obrigada de coração e desculpa uma vez mais ser chata…

Maria May 9, 2012 at 12:45

Bom, já passaram 24 horas e só vi uma alteração na minha bebê: ela acordou às 3h da manhã a chorar com fome, coisa que já não acontecia há uns 2 meses e meio! Fiquei de boca aberta! Não sei se será normal (só mergulhei a colherinha na gema e dei parte assim mesmo a ela)… o que vc acha? Sou mamãe de primeira viagem e estou andando um pouco no escuro… obrigada Pat!

Camille December 22, 2010 at 10:18

Oi Pat, meu filho completou 1 aninho e come muito mal, prefere a mamadeira, não mamou no peito. O que eu posso inserir na alimentação a partir de 1 ano já? Adoro suas dicas e procuro seguir sempre. Me ajuda!!! Beijão

Reply

Tatiana March 2, 2011 at 8:37

Olá Pat!
Estou aproveitando este espaço para pedir orientação sobre outro assunto.
Meu filho está com 10 meses e mamou no peito até 9 meses. O mês passado o pediatra introduziu o leite SIMILAC AD 2 com 2 colheres de Mucilon Arroz. Fiquei um pouco resistente, primeiro por causa do leite e segundo por causa do açúcar do Mucilon, MAS ele não queria mais o peito e estava acordando muito a noite com fome. Atualmente ele come de tudo durante o dia e dou a mamadeira 9h antes dele dormir e outra meia noite se ele acorda. Depois desta última ele acorda 6h da manhã e o pediatra disse para oferecer uma terceira. Como ele está sempre próximo a linha de baixo do peso ele disse que isso ajudartia tb a ele pegar peso.
Bem, a pergunta é: tem alguma coisa que eu possa fazer para substituir estas mamadeiras e mesmo assim ele não acordar com fome? Como vc faz com os seus filhotes?
Desde já, muito obrigada pois sei que vc é muito atenciosa.
Tatiana

Reply

Pat Feldman March 2, 2011 at 10:47

Tatiana, parabéns por conseguir amamentar os 9 meses, que maravilha!!

Eu sou contra oferecer leites em pó em geral, mesmo que tenha sido o pediatra a recomendar. Não deixaria meu filho passar fome se essa fosse a única opção, mas acho que temos muitas opções antes de apelar para leites artificiais. Se fosse com meus filhos, tentaria oferecer iogurte natural integral puro, no máximo diluído em um pouco de água para passar mais fácil pelo bico da mamadeira/copinho. Para auxiliar ainda mais, acrescentaria uma colherinha de cha de óleo de coco extra virgem e talvez frutas batidas.

Mas veja bem, é como eu faria com meus filhos, seguindo a minha linha de evitar industrializados ao máximo!

Reply

Jamila Gaspar March 2, 2011 at 10:57

Olá Pat, adorei o site, mas estou tentando acessar alguns links que necessitam de senha,como faço para criar uma senha?Beijos

Reply

Pat Feldman March 2, 2011 at 11:22

Jamila, os artigos protegidos por senha são disponíveis apenas para os meus alunos.

Reply

Iza May 24, 2011 at 23:42

Pat! Vi em alguns posts vc falando em gema mole. É sua preferencia ou TEM q ser mole pra preservar os nutrientes? Depois q li seus artigos, fiquei interessada no tema e passei a dar mais ovos p minha filha q tem 7 meses. Os de codorna sao tão nutritivos quanto os de galinha? Eu cozinho os ovos por uns 10 minutos ou mais achando q essa é a forma correta de dar ovos p BB.

Reply

Pat Feldman May 25, 2011 at 14:20

Iza, quanto mais mole a gema melhor, assim as gorduras boas contidas nela não se oxidam. Claro que para isso alguns cuidados importantes devem ser observados: a procedência do ovo, uma boa higienização da casca do ovo imediatamente antes do seu consumo. Claro uqe a gema é benéfica mesmo cozida!

Reply

Adriana Botelho July 28, 2011 at 16:54

Olá, sou mãe de primeira viagem,e me bb fez 3 meses e comecei a introduzir suquinho de laranja lima, a primeira vez fez cara feia, na terceira tomou 50 ml, ele é bem comilão. Obrigada beijo

Reply

Pat Feldman July 28, 2011 at 17:46

eu nao recomendo sucos para ninguém, muito menos para um bebe tao novinho…. http://pat.feldman.com.br/2011/07/24/suco-ao-contrario/

Reply

Rose August 17, 2011 at 11:37

Pat ,gostaria de saber se posso dar ovo de codorna pro meu bebe de seis meses e como preparar ele se cozinho junto com a sopinha ou separado ??obrigada e gostei muito do seu site ,me ajudou muito

Reply

Pat Feldman August 17, 2011 at 18:29

rose, nao se recomenda dar clara de ovo de galinha a bebes com menos de um ano de idade, e imagino que isso possa valer também para ovo de codorna, que é uma delícia, mas pelo que andei sabendo, anda quase pior que a criaçao de galinhas de granja – as pobres codornas ficam confinadas e sao alimentadas só com raçao, o que resulta em ovos/carne de baixa qualidade nutricional… nessa idade eu ofereceria apenas gemas de ovo de galinha caipira.

Reply

Rose August 19, 2011 at 14:34

ok ,muito obrigada

Reply

Milena August 25, 2011 at 21:02

Olá Pat! Gostaria de saber se vc tem alguma sugestão para transíçao de papinhas para sólidos?
Tenho um casal de gêmeos de 1 ano e 4 meses, sempre fiz a mesma comida para o dois: ela come normalmente. Ele, sofreu muito com o nascimento dos dentes, então depois de muita luta, descobri que ele comia apenas liquidificado. e até hoje, se ver pedaços no prato, rejeita. Já fiquei 2 dias inteiros sem oferecer a comida batida, pensando: uma hora ele vai comer, com fome…mas nada. se nao é batido, ele nao come e fica por isso mesmo…continua o dia normalmente e ele nao se rende…Fico preocupada porque sei que isso pode causar problemas futuros. obrigada. ah, amei o seu site. Gosto de seguir uma linha mais saudável, mas muitas pessoas me criticam por isso. Abraços.

Reply

Milena August 25, 2011 at 21:17

Olá Pat! Desculpe-me. Não tinha lido outro post seu: A primeira papinha do bebê. Só agora vi que lá vc descreve detalhadamente como fez o processo de transição de papinha para pedaços.
Vou tentar esse processo com meu filho. Será que funciona com uma criança de 1 ano e 4 meses?

Reply

Pat Feldman August 26, 2011 at 7:17

milena, veja só como eu penso – será melhor insistir nos pedaços e ver seu filho recusar e ficar eternamente com fome ou será melhor se render temporariamente às papinhas pastosas e deixá-lo alimentado? com 1 ano e 4 meses a maioria das crianças já aceita pedaços normalmente, mas veja bem, eu disse a maioria e nao todas. o seu filho tem o agravante do enorme incomodo com o nascimento dos dentes – associou os pedaços de comida com sensaçoes desagradáveis.
tente o processo de transiçao sim, e nao tenha pressa e tente nao demonstrar ansiedade – as crianças sentem.
boa sorte!

Reply

flavia October 27, 2011 at 11:52

gostaria de saber quantos ovos de codornas cozidos pode dar para criança de 1 aninho e se pode tambem??obrigada

e muito interessante seu site gostei de+……

Reply

Andrea November 2, 2011 at 16:15

Olá, Pat! Seu site sempre esclarece dúvidas importantes minhas, para as quais muitas vezes não acho respostas em livros, outros sites e nem mesmo consultório de pediatra. No entanto, ainda duas dúvidas importantes, com as quais venho me debatendo há muito tempo. A primeira: é preciso passar pela peneira feijão, ervilha e afins? Até quandos meses? De acordo com o famoso livro do Dr. Delamare, até os 2 anos isso é necessário, enquanto outras fontes dizem que só até os 8, 9 meses. O que é mais aconselhável na sua opinião?
A segunda: qual tipo de peixe dar e como garantir que vamos dar sem espinhos? Tentei preparar filé de linguado, mas quando fui amassar percebi que havia espinhas e decidi não dar.
Pat, se puder me ajudar, ficaria muito grata!
Um grande abraço e tudo de bom!

Reply

Pat Feldman November 4, 2011 at 9:04

Andrea, eu não ofereceria nenhum tipo de grão até seu bebê completar um aninho. Quando for o caso, deixando os grão de molho, como explico aqui: http://pat.feldman.com.br/2009/04/30/por-que-deixar-graos-e-sementes-de-molho-antes-de-consumi-los/ tira a necessidade de peneirar os grãos.

Eu acabo oferecendo pouco peixe aos meus filhos, já que aqui em SP eu nunca tenho certeza do grau de frescor deles. Dou preferência a linguado, atum e pescada, e quando é o caso de oferecer, amasso cuidadosamente com o farfo, esmiuçando bem para evitar qualquer espinha – dá trabalho mesmo!

Reply

Drica November 26, 2011 at 12:05

Ola Pat,
vc mistura no processador todos os legumes juntos? Varios pediatras e nutricionistas dizem que ‘e importante dar separado para o bebe aprender o sabor de cada alimento, pois tudo junto ele nao sente os gostos e depois quando for comecar a comer a comida da casa pode ter problemas em aceitacao. Uma nutricionista me falou que recebe varias maes dizendo que o filho comia de tudo quando era bebe e depois comecou a recusar. Esses bebes foram alimentados com comida batida no liquidificador com tudo misturado…Em tempo, qual a sua formacao?

Reply

Pat Feldman November 26, 2011 at 18:08

Drica, como eu falo em diversas ocasiões, iniciei oferecendo um alimento de cada vez, um legume por vez e sempre sem tempero algum. Com o tempo inventei misturas, temperos com ervas frescas e/ou desidratadas e diferentes tipos de óleos e gorduras, que também influenciam no sabor dos alimentos. No decorrer da “jornada” vou evolto para o alimento puro e o misturado – são inúmeros sabores que o bebê aprende dessa forma. Meu método de mãe parece ter dado certo, porque meu filho mais velho, hoje com 6 anos, come absolutamente todo tipo de carnes, verduras, legumes e frutas.

Reply

Ana Marta January 13, 2012 at 13:19

SENSACIONAL, PAT! Obrigada pelas dicas! Vou usar todas para iniciar as papas da Sofia, que completa 6 meses dia 27/01!! Está nos favoritos com certeza!

Reply

Pat Feldman January 13, 2012 at 14:11

Ana, já te mandei e-mail falando dos caldos! Posso reservar para o dia 20!!

Reply

Maria June 25, 2012 at 20:50

Viva Pat

Sou eu mais uma vez :)
A minha bebê adora o caldo de carne! Mal vê a colher com caldo de carne abre logo aboca :) e adora a sua gema de ovo caipira com fígado cru ralado também :)
Quero dar mais coisas com cuidado tal como vc indica.
A minha dúvida tem a ver com a manteiga pura. Aqui (Noruega) só há uma manteiga ecológica, feita com natas ecológicas e sal que é bastante amarela. Ela não é homogeneizada mas é pasteurizada e leva sal (para mim tem bastante até). É a melhor manteiga que o supermercado tem e a mais amarela também. Como aqui é super difícil (para não dizer impossível) encontrar manteiga pura mesmo estou na dúvida se dou essa à bebê… manteiga pasteurizada (não sei a que temperatura) e salgada… não irá fazer mal?
Qual é a diferença entre manteiga pura e a manteiga clarificada (ghee)?
Só tenho dúvidas. Síndrome do primeiro filho :)

Um abraço, Pat, e obrigada pelo seu tempo e atenção.
Maria.

Reply

Pat Feldman June 25, 2012 at 21:31

Maria, a manteiga – desde que não tenha nenhum tipo de colorante artificial – quanto mais amarela, melhor é. Pelo que você fala, essa manteiga parece bem boa, e se você a acha salgada demais, use só ela na comida, sem adicionar qualquer sal extra.

Reply

Maria June 26, 2012 at 2:12

Obrigada pela resposta Pat.

Pela pesquisa que fiz, essa manteiga não tem colorantes artificiais. Os produtores dizem que a manteiga produzida no verão contém mais gordura insaturada devido ao pasto do verão (mais abundante) e é muito suave mesmo a baixas temperaturas. E eles dizem que essa manteiga (do verão) é mais amarela do que a manteiga produzida no inverno. Isso deve ser bom, não?

Vc diz para eu a usar só na comida… vc se refere à ‘base’ que vc falou que dava para o seu filhote (1 colher de sopa de caldo de carne caseiro + 1 colher de sopa de bife de fígado + 1 colher de sopa de manteiga pura)? Fiquei sem entender, desculpa insistir. Obrigada, beijos :)

Reply

Pat Feldman June 26, 2012 at 7:52

Maria, segundo o que aprendi nos congressos da Weston Price, a melhor manteiga é a da primavera, obtida do leite das vacas que pastaram capim fresco, e ela ‘mais amarela sim. Essa manteiga pode e deve ser usada no preparo de qualquer alimento, seja o da família ou o do bebê!

Reply

gabriela December 30, 2012 at 11:41

Pati, achei fígado de frango orgânico, pode ser? Tem as mesmas qualidades nutricionais do de boi? Abraços

Reply

Pat Feldman December 30, 2012 at 12:16

Pode! Mas você sabe, no caso das carnes é mais importante ser caipira, criado solto, do que orgânico.

Reply

Valéria March 11, 2013 at 14:27

Que legal estas suas dicas, vou iniciar a alimentação sólida e estou muuuito na dúvida pois quero iniciar com as raízes mas os pediatras e tudo que leio diz para começar com as frutas. Vc dava as papinhas também entre as mamadas? um grande abraço e obrigada.

Reply

Michele November 4, 2013 at 17:34

Pat, e sobre a fonte da informação de que “o fígado filtrar o que não presta, ele não retém tais porcarias” Quero levar para o pediatra…rsss

Reply

Pat Feldman November 4, 2013 at 18:41

Ai Michele, tanto livro aqui em casa… Ainda não sei de qual deles tirei a informação, importantíssima por sinal!! Por hora, a saúde dos meus filhos demonstra a verdade dessa afirmação (mas é claro que pra pediatra isso não é suficiente…)

Reply

Pat Feldman May 8, 2012 at 19:41

Ah, se ela não mostrou desgosto, continua oferecendo!

Reply

Maria May 8, 2012 at 19:50

Não sei se esta resposta é para mim Pat…

Reply

Leave a Comment

* IMPORTANTE: LEIA ANTES DE CLICAR EM "ENVIAR" * Ao enviar seu comentário, você fornece à Pat Feldman e ao Site CriancasNaCozinha.com.br 100% dos direitos autorais do seu texto, e fornece também uma licença PERPÉTUA (para toda a vida) e IRRETRATÁVEL (sem a possibilidade de voltar atrás) para a reprodução de suas palavras associadas ao seu nome, seja neste site, seja em outro site, seja em algum livro que venha a ser publicado, ou em qualquer mídia atual ou futura.

{ 3 trackbacks }

Previous post:

Next post: