Para que seu filho coma bem…

by Pat Feldman on 25/04/2014 · 4 comments

in Alimentação, ARTIGOS, Projeto Comida de Verdade na Escola

Screen Shot 2014-04-25 at 15.12.52Não existe nada mais frustrante para uma mãe ou um pai do que um filho que não come bem, seja em quantidade ou em qualidade.

A quantidade eu já descobri que é difícil mudar, porque se o seu filho prefere comer pouco, obrigá-lo a comer além do que ele quer pode se tornar uma tarefa das mais terríveis e desagradáveis. A qualidade do que as crianças comem sim, dá para controlar muito bem, e você pode nutrir o seu filho mesmo que ele coma pouco.

No meu Projeto Comida de Verdade na Escola isso fica ainda mais evidente, afinal num grupo tão grande e diverso de crianças e adultos que almoçam na escola diariamente, nem sempre é possível agradar a todos, então tem sim dias em que algumas crianças (principalmente as crianças) não pegam todas as opções disponíveis e as mais radicais decidem comer só arroz e pronto!

Se em casa, só com a mãe e/ou o pai já é difícil fazer a criança comer, imagina no ambiente da escola onde, mesmo com toda a boa vontade do mundo (e nessa escola isso não falta), é impossível dar 100% de atenção individualizada para criança que está almoçando.

Na primeira reunião que tive com os pais para contar um pouco sobre o nosso Projeto Comida de Verdade na Escola, esse foi o ponto principal. Eu expliquei a eles que a partir desse ano toda a comida da escola tem sido preparada com cuidados muito especiais, de forma que o alimento possa ser o mais bem aproveitado possível pelo organismo dos pequenos, sem que eles necessariamente comam muito e/ou comam variedade.

Alguns exemplos do que anda acontecendo na escola e que você também pode fazer em casa:

  • Todos os grãos – arroz integral, feijão, lentilha, grão de bico, etc – são deixados de molho em meio ácido por 12 a 24 horas antes de serem cozidos
  • Os grãos são sempre cozidos lentamente – jamais na panela de pressão – e no lugar da água, usamos caldos caseiros, que além de muito saborosos, são extremamente nutritivos
  • Todo o tempero da comida é feito apenas com ingredientes naturais: cebola, alho, ervas frescas e/ou desidratadas
  • Aos poucos temos incluído diversos alimentos fermentados no preparo e tempero dos pratos. Iogurte aparece sempre, o cream cheese caseiro está no recheio de todos os sanduíches naturais, assim como o pepino em conserva.
  • O hamburguer é feito na escola do início ao fim: carne, pão, ketchup e mostarda.
  • A mini pizza mesma coisa: massa integral de fermentação natural, molho de tomates caseiro.
  • As saladas ganham molhos especiais, que podem dar outra vida às folhas que as crianças normalmente não gostam.
  • Na cantina, no horário dos lanches, cortamos ao máximo (por mim teríamos cortado totalmente) os industrializados. Na falta de opção, se a criança realmente tem fome, vai comer o que tem, uma, dentre as várias opções saudáveis que temos oferecido.

As mães e pais parecem ter entendido o recado e saíram da nossa reunião bem mais tranquilas. eu fiz questão que elas soubessem que mesmo que seus filhos almoçassem arroz puro, estariam bem alimentados!

Claro que o ideal não é que a criança se mantenha super restrita para sempre. A nossa esperança é que no decorrer do tempo, vendo os coleguinhas comendo coisas que eles normalmente não comeriam, eles se sintam tentados a pelo menos experimentar. A ideia é que as crianças passem a ter “coragem” de provar novos sabores, novos temperos, sem medo e sem desconfiança.

É um trabalho de formiguinha, que exige paciência e muito jeito. Exige também a participação dos pais, que se não sabem ou não querem cozinhar, devem ao menos com palavras estimular seus filhos a provar novidades.

E você, como estimula seu filho a provar alguma nova receita?

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 4 comments… read them below or add one }

Fernanda April 28, 2014 at 9:46

Que trabalho lindo vc está fazendo! Amo suas dicas! Parabéns pelo esforço e dedicação!

Reply

Pat Feldman April 28, 2014 at 11:46

Obrigada pelo carinho, Fernanda!

Reply

Danila May 9, 2014 at 15:41

Pat precisamos clonar você, com urgência!! kkkkk
Tenho “inveja” dessa criançada viu. Que projeto maravilhoso.
Meu filho ainda é bem pequeno (10 meses), mas eu já tenho comprado algumas brigas para garantir à ele uma alimentação saudável. Na páscoa, por exemplo, foi complicado. Pessoas da família presenteando com chocolate, mesmo sabendo que eu ainda não come.
As pessoas ficam admiradas (para não dizer horrorizadas, rs) como o fato dele tomar sucos sem açúcar, mesmo das frutas mais azedinhas. E ele bem com gosto.

Reply

Isadora June 25, 2014 at 17:51

Gente, este hamburguer é simplesmente DIVINO!!!

Reply

Leave a Comment

* IMPORTANTE: LEIA ANTES DE CLICAR EM "ENVIAR" * Ao enviar seu comentário, você fornece à Pat Feldman e ao Site CriancasNaCozinha.com.br 100% dos direitos autorais do seu texto, e fornece também uma licença PERPÉTUA (para toda a vida) e IRRETRATÁVEL (sem a possibilidade de voltar atrás) para a reprodução de suas palavras associadas ao seu nome, seja neste site, seja em outro site, seja em algum livro que venha a ser publicado, ou em qualquer mídia atual ou futura.

Previous post:

Next post: