4 passos para viver uma “maternidade orgânica”

by Pat Feldman on 13/10/2009 · 3 comments

in ARTIGOS, Bebês, Gravidez, Livros, RECOMENDO

Picture 2

Clique na imagem para comprar o livro no site da Livraria Cultura - eu já li e adorei!!

Cada dia mais e mais pais e mães querem criar seus filhos num ambiente o mais livre possível de toxinas e venenos.

Isso pode parecer difícil, mas não é impossível!!

Em resposta a esta demanda, o mercado produz a cada dia mais e mais produtos que atendam a  essa necessidade – na verdade  não há novidade alguma, apenas uma volta no tempo onde se redescobrem produtos e matérias-primas esquecidas pela nova tecnologia. As vendas de produtos orgânicos para bebês nos Estados Unidos cresceram mais de 34% em 2005 e cresceram ainda mais em 2006.

A gravidez e o nascimento de um bebê normalmente abrem os olhos de muitos pais para questões de saúde e meio ambiente. Inúmeors estudos sérios já mostraram que contaminantes no sangue da mãe podem passar para o feto com uma facilidade alarmante, e os órgãos e tecidos em desenvolvimento deste feto são mais sucetíveis a danos por esses tóxicos.

Deirdre Dolan e Alexandra Zissu, autoras do livro The Complete Organic Pregnancy (A gravidez orgânica completa – em minha tradução livre), recomendam as seguintes etapas, apenas para começar a evitar os tóxicos:

1. Não reforme sua casa durante a gravidez ou com bebês pequenos para evitar o contato com o excesso de poeira, que por vezes pode inclusive ser tóxica.
2. Procure produtos de limpeza atóxicos – no mercado já existem alguns disponí­veis ou você pode prepará-los em casa mesmo.
3. Opte pelos alimentos orgânicos e não industrializados sempre que possível.
4. Use produtos naturais para tudo, sempre que puder – isso incluui desde roupas feitas a partir de fibras naturais, até alimentos, produtos de limpeza, etc.

Para ler a notí­cia original, clique aqui: The Daily Green May 12, 2007

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 3 comments }

Isa June 26, 2007 at 11:01

Olá querida…

Concordo plenamente com este artigo..
Lugar de reforma não combina com babies!!!

Estou com saudades de vocês!!

Beijos,Isa

Aureni Rodrigues October 15, 2009 at 21:39

Se todas as gestantes pudessem seguir todos esses passos seria muito bom pra ela e o bebê.Mas sabemos que não é bem assim.Existem as dificuldades…por exemplo,o consumo da maçã em nossa região contradiz todos esses passos,pois não temos produções dessa fruta aqui,então as gestantes consomem maçãs com agrotóxicos.
As tuas dicas vão ser de grande valia pra mim que acompanho as gestantes de uma unidade de saúde.
Obrigada de coração!!!

Pat Feldman October 15, 2009 at 22:06

Aureni, troque a maçã por uma fruta de produção local aí na tua região!

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: