Arsênico e Metais Tóxicos Encontrados em Papinhas de Bebê

by Pat Feldman on 17/04/2011 · 18 comments

in ARTIGOS, Bebês

 

Imagem: The Telegraph

Pensar em encontrar esse tipo de veneno na comida do seu bebê é uma idéia bastante assustadora, não é mesmo? Pois foi exatamente o que alguns pesquisadores parecem ter encontrado, segundo matéria publicada em 9 de abril de 2011, no The Telegraph e divulgada pelo blog do Dr. Mercola.

Não sei como andam as coisas aqui pelo Brasil, mas por via das dúvidas, fica aí mais um importante motivo para você fazer as papinhas do seu bebê em casa, SEMPRE!!!

Lendo a matéria original do Telegraph, o espanto é ainda mais espantoso: muitas das marcas testadas são orgânicas!!!

“Pesquisadores concluiram que alimentar bebês duas vezes ao dia com papinhas industrializadas pode aumentar sua exposição ao arsênico em mais de 50 vezes. Na Inglaterra, oficiais estão conduzindo uma revisão em caráter de urgência para estabelecer novos limites para exposição a longo prazo a metais pesados na comida.

A exposição a metais pesados, como o cádmio, que é conhecido por causar danos neurológicos e renais, aumentou em 150 vezes em algumas das amostras testadas. Bebês o quanto mais novos são particularmente mais vulneráveis a estas substâncias.

De acordo com o Telegraph:

“Os especialistas agora acreditam que não há limites seguros para o arsênico e a indústria alimentícia precisa de maiores esforços par eliminá-lo completamente de seus produtos … Entre as papinhas onde foram encontradas altas doses de arsênico, cádmio e chumbo nos testes ….

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 4 comments }

Ingrid Oncken April 17, 2011 at 20:21

Uau… um horror. Muito obrigada por compartilhar, já imprimi para enviar à escolinha da minha filha para que transmitam a outras mães. bjs

Paulo RT April 20, 2011 at 2:35

Isso é apavorante porque tem muita gente que simplesmente acredita que algo é bom só porque se vende em supermercados a luz do dia, e acham que algo perigoso não seria vendido.
Vemos gordura hidrogenada, aspartame, leite em caixinha com metal cancerígeno e outros absurdos.
Eu busco sempre o mais natural possível. Evito conservantes, corantes e qualquer aditivo artificial. Para mim, para meu cachorro e para todos que faço meus doces.
PS: Seu ‘IMPORTANTE’ abaixo também é apavorante hahaha

Alan April 20, 2011 at 16:02

Imagina fabricante dizendo que arsênico, alumínio, mercúrio, chumbo, flúor, cádmio, etc. são “naturais” em vez de nunca diz “venenos naturais”.

Já li que o amálgama é mais tóxica que papinhas por causa do mercúrio

digita “amalgam mercury” no youtube, tem cena que exiba dente liberando gás venenoso, tem também como dentista remova amalgama com muitas ferramentas como sugador poderoso

tenho vontade de remover meu 11 (argh!) “pratas”

Acho nosso país não tem especialista que remova “com segurança”

Infelizmente…

Pat Feldman April 20, 2011 at 20:38

As amálgamas são um problema sério mesmo!

Comments on this entry are closed.

{ 14 trackbacks }

Previous post:

Next post: