Brincando de lanchonete nas férias

by Pat Feldman on 15/07/2013 · 4 comments

in Datas Comemorativas, Dicas de Cozinha, Férias, MAIS...

Screen Shot 2013-07-15 at 15.46.30Se não tem solução e seus filhos já adoram as comidinhas de lanchonete, a minha sugestão é que vocês juntos tirem um dia livre e brinquem de lanchonete em casa! Vale até convidar os amigos e fazer uma grande bagunça (e ensinar as crianças como limpar e organizar tudo depois, faz parte).

A minha sugestão é preparar o lanche completo, mas completinho mesmo, e para isso você pode usar mais de um dia das férias.

Que tal começar preparando as bebidas borbulhantes, os molhos e o picles, que por serem fermentados, levam alguns dias para ficarem “no ponto”?

Comece com uma visita ao sacolão ou feira mais próxima para comprar os principais ingredientes:

  • Mini pepinos para a conserva de pepino
  • Mostarda em pó para a mostarda do sanduíche (que também serve para temperar saladas e pratos quentes)
  • Gengibre para o “ginger ale” (refrigerante de gengibre pouco conhecido em terras tupiniquins, mas bastante tomado no hemisfério norte) ou raíz de açafrão para a minha versão de “root beer” (diferente de tudo o que você já tomou, mas uma delícia!)
  • Especiarias para preparar o ketchup caseiro mais gostoso que você já provou!

Isso tudo que citei acima precisa de uns dias para fermentar, apurar e ficar no ponto. São opções muito deliciosas, preparadas de modo a serem extremamente saudáveis e ricas e probióticos, aquelas bactérias do bem, que ajudam a saúde intestinal e a imunidade (nossa brincadeira de lanchonete começou bem, né?).

O divertido aqui é mostrar às crianças que comida de verdade é viva, se modifica, evolui e se aprimora quando preparada da maneira adequada.

Na segunda etapa da brincadeira precisaremos de uma boa carne (eu adoro a picanha) para preparar o hamburguer caseiro. Eu sugiro que você compre bastante carne e aproveite a bagunça para preparar hamburguers extras, assim em outras ocasiões, dias de pressa ou preguiça, você os tem prontinhos no freezer e não precisa apelar para o hamburguer industrializado.

Para enriquecer o sanduíche, não pode faltar a maionese caseira, que é super fácil de fazer, mas  eu sugiro que você treine um pouco, porque é um fácil difícil de achar o ponto exato. Fácil que é difícil… Existe isso?

Se você for boa nos pães, pode até fazer o pão de hamburguer em casa. Eu já fiz uma vez usando a minha super deliciosa receita de Massa Multiuso. Não fica aquele pão esponja, meeeeega macio, igual ao industrializado – porque aquela “moleza” toda no pão só acontece às custas de muita química, e isso nós tentamos evitar ao máximo na cozinha de verdade, né? -, mas fica um pão robusto e muito saboroso!

Para acompanhar um bom cheeseburguer não pode falta a batata frita!!! Se você quiser batata frita como manda o figurino, frita MESMO em um monte de óleo, recomendo usar a gordura de coco (que é como se convencionou chamar o óleo de coco desodorizado). A gordura de coco é a única opção em que o óleo não queima, não se oxida às altíssimas temperaturas da fritura. Ainda assim não acho a melhor das opções, porque mesmo saudável é muita gordura de uma vez só, e qualquer um sabe que qualquer coisa em excesso não faz bem pra ninguém. Minha opção favorita, extremamente saborosa e que não faz tanta sujeira na cozinha é a batata frita de forno, que você pode fazer com manteiga, óleo de coco, gordura de pato ou uma mistura dessas 3 opções. É bom DEMAIS!!!

Aí, com tudo pronto, é a hora de montar os sanduíches, e é nessa hora que você vai conseguir estimular seus filhos a consumir uma saladinha. Sim, porque eles podem até não gostar de saladas, mas eles vão adorar um sanduíche mais colorido, e uma folhinha só de alface com uma fatia fininha de tomate não dá gosto nenhum, mas deixa o sanduíche muito mais lindo!!! Viram só que argumento bom? Cola com a maioria das crianças que não comem saladas, e é um bom começo!!

Esse trabalho todo não é para os pais terem sozinhos!!!!!

A ideia é que as crianças participem da forma que puderem. Os mais velhos terão coordenação motora e cuidado para tarefas mais delicadas. aos pequenos, tarefas simples, mas que os façam se sentir importantes e necessários. Cada pai e mãe é que vai saber do que seu filho é capaz.

(A propósito, peço desculpas por não dar o crédito da imagem que ilustra esse texto. Eu vi um di desses na internet, achei que a usaria um dia e copiei, mas por uma distração minha, não anotei a fonte… Por favor não me levem a mal!)

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 4 comments }

Juliana Valera July 15, 2013 at 19:40

Ótima idéia de atividade para as férias da molecada, ainda mais com o frio os pais ficam sem muitas opções.

Thatiana Bandeira July 18, 2013 at 14:58

Oi Pat, Estou apaixonada pelo seu blog! Gostaria de te pedir uma ajuda, meu gato já operou de pedra na bexiga e as pedras voltaram. Você tem sugestão de algum alimento que eu possa ou não possa dar para ele?
Beijos e aguardo a sua resposta

Pat Feldman July 18, 2013 at 17:08
Thatiana Bandeira July 18, 2013 at 18:16

Sabia que você iria me ajudar!!! Muito obrigada
Não sei como não te descobri antes

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: