A Carne é Fraca MESMO? (com vídeo)

by Pat Feldman on 20/03/2017 · 7 comments

in Alimentação, ARTIGOS, Carnes

Semana passada uma bomba caiu sobre a indústria da carne brasileira. A população ficou em pânico e eu imagino que muita gente que já não era muito de carne, agora vem pensando seriamente em parar de comer carne de vez.

Mas será que temos motivos reais para tanto pânico??

Eu não concordo com muitos dos métodos de criação e abate industriais da indústria da carne, e acho que esse tipo de carne deve ser mesmo evitado na nossa alimentação rotineira. Eu não acho que seja uma carne saudável, realmente nutritiva. Eu sempre vou dar preferência a carnes de pequenos produtores, que criam seus animais soltos a pasto, em condições o melhor possível.

Mas o mérito nessa confusão toda não é esse, as alegações são a respeito das condições dessas carnes, prazos de validade e pureza. Isso é sério demais e isso deve ser conversado e esclarecido.

Eu nunca fui boba de achar que a indústria alimentícia é 100% certinha, mas não há como ser 100% errada também. Quando um produto causa risco imediato à saúde dos seus consumidores, a coisa é diferente!! Eles podem não estar tão preocupados com a sua ou a minha saúde, mas certamente prezam seu nome e querem continuar lucrando – e se um produto causa mortes ou doenças sérias, todo mundo boicota e o lucro vai embora!

Durante esse fim de semana e hoje durante o dia eu conversei com algumas pessoas ligadas à produção de carne, e as colocações que me fizeram foram muito coerentes. Eu entendi que o que eu e vocês todos têm que evitar é tudo aquilo que eu já sei faz tempo que devemos evitar, se não pela validade da carne, mas certamente pelo monte de químicas que é parte usual da composição desses produtos.

Para explicar mais claramente, gravei um vídeo a seguir, que pode eventualmente ganhar uma continuação, caso surjam mais novidades!

Conheça também as nossas redes sociais:

Instagram: @pfeldman

Facebook: Comida de Verdade, por Pat Feldman

YouTube: Canal da Pat Feldman

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 7 comments }

Cassia oliani March 20, 2017 at 21:40

Kkkkkk nao perca a educação ???Adorei kkkk parabéns por ser tão caprichosa .Adoro suas dicas e sigo pode ter certeza. Voce nao tem noção como faz a diferença na vida de tantas pessoas ??

elisa March 22, 2017 at 17:43

amei o blog

Talma March 23, 2017 at 12:42

Boa tarde Pat, tudo bem?
Já fucei o site todo (também já adicionei várias receitas às minhas páginas favoritas!) mas não consegui encontrar os fornecedores de carne, pequenos produtores, que você comenta no vídeo… Onde fica em São Paulo?
Agradeço desde já.

Pat Feldman March 24, 2017 at 10:44

Recomendo a Korin.

Marina Moraes March 27, 2017 at 9:26

Oi Pat, tudo bem? Só uma informação, pq tmb tem uma confusão quanto a criação de gado bovino no Brasil. Quase a totalidade do nosso gado hoje é criado livre no pasto e comendo grama, sendo confinado apenas por um curto período (alguns dias) antes de ir pro abate. É importante saber que nem sempre o pequeno produtor tem técnicas de criação e abate mais respeitosas q as grandes empresas. Precisamos ficar de olho tmb.

Pat Feldman March 28, 2017 at 21:30

Realmente ser pequeno não é garantia de qualidade!!! Na verdade é importante a transparência, podemos ocnhecer a criação e o processamento do campo ao açougue. A empresa/produtor que oferece essa transparência sempre ganha pontos comigo!

Ci March 27, 2017 at 14:06

Pat, me desculpe mas tenho que discordar… depois que vi os “defensores” da carne dizendo que a Salmonela não faz mal, que é só cozinhar bem a carne… que o ácido ascórbico é ok de colocar na carne pra disfarçar a cor, etc etc…. estou repensando seriamente meus hábitos alimentares. Não comi mais carne desde o escândalo, e não sei se voltarei a comer…

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: