Farinha de Coco Caseira

by Pat Feldman on 01/10/2011 · 36 comments

in DIETA FELDMAN ANTIENXAQUECA, RECEITAS

Eu conheço a farinha de coco há bastante tempo, de ouvir falar, ver algumas receitas. Junto com o óleo de coco extra-virgem, a farinha de coco foi finalmente descoberta pelo merccado brasileiro, e apesar do coco ser tão abundante no Brasil, a farinha de coco tem chegado caríssima às prateleiras do supermercado.

Pena porque além de gostosa, a farinha de coco é muito saudável e especialmente indicada para pessoas com intolerância ao glúten.

Essa semana, nos comentários da receita do Bolo de Farinha de Coco, a Vanessa veio contar que achou uma receitinha caseira de farinha de coco, super fácil de fazer, e muito mais barato do que comprar farinha de coco pronta, que inclusive nem sabemos ao certo se não foi tratada quimicamente. A receita de farinha de coco do site estava em espanhol, que eu até entendo, mas não perfeitamente. A Cris, super colaboradora do site, que criou os aventais Crianças na Cozinha, adiantou-se e traduziu para nós a receita, que publico a seguir.

Oi Pat

Como sou bastante curiosa, fui lá ver o site que a outra leitora recomendou em espanhol.

Legal, é bem fácil de fazer, é o mesmo processo que você faz com a farofa de coco, o polpa sobrante do leite de coco.

A dica que ela dá para obter a farinha mais sequinha, é na hora de preparar o leite de coco, na seguinte proporção: 1 e 1/2 xicara de agua quente (sem ferver) para 2 xicaras de coco ralado, é justamente colocar a agua quente com a polpa e deixar descansar alguns minutos, para a agua derreter a gordura do coco e assim fica a polpa sem a gordura. Depois bate no liquidificador e coa num pano, espremendo bem para tirar toda a umidade e gordura possível.

Com a polpa sobrante, coloca na travessa e leva ao forno a 100º por 3 a 4 hs, até secar completamente, ficar amarelinha e não grudar mais nas mãos.

Ali e só deixar esfriar e passar no processador, quanto mais se processa mais fininha fica, e só fazer como preferir.

Pode guardar em pote fechado hermeticamente, e usar como outras farinhas, ela diz ainda que não é boa para espessar molhos, mais que fica ótima para biscoitos e bolos.

Tem que tomar cuidado e ir virando a polpa de vez en quando para não queimar. Quanto mais gordura tiver a polpa mais demora para secar completamente.

Legal, vou fazer, já que acho essa farinha nacional, super cara, sendo que tem coco a vontade aqui, não ?

E também dá outra dica, fala que as farinhas de coco industrializadas, são tanto o mais nocivas que as de trigo porque levan um processo branqueador, já que ao torrar o coco no forno ele fica amarelo, então ela recomenda não usar.

Beijo

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 33 comments }

Denise Rocha October 1, 2011 at 9:39

Pat, eu andei testando algumas receitas com a farinha de coco e ela é realmente fantástica! adorei ver este processo de fabricação artesanal por aqui, pois já desconfiava deste processo de branqueamento da farinha industrializada (já encontrei até uma marca cuja embalagem dizia: “extra branco” … cruzes).

O legal é que, no processo de obtenção do leite, dá pra conseguir também a farinha e até um pouquinho de óleo de coco (eu testei da última vez que fiz o leite e deu super certo). Isso é que é fruto aproveitável :)

Pat Feldman October 1, 2011 at 10:10

Alguém uma vez falou que coco é o “bombril da natureza”, mil e uma utilidades!!! AMEI!

Maria Cristina October 1, 2011 at 11:14

Obrigada Pat, fico feliz em poder ajudar.

Estive pensando que seria bom também secar ela no sol, não?
Aqui tem tanto sol, eu seco minhas ervas no quintal, acho que vou experimentar com a farinha, tal vez demora um pouco a mais de tempo, mais deve ser o processo mais natural possível.

Ando com vontade de fabricar um deshidratador solar….espero que as chuvas aqui dem uma tregua.

Pat Feldman October 1, 2011 at 16:33

Ai, manda uma chuvinha pra cá!!! Está seco DEMAIS!!!!!

Suzy dos Santos October 1, 2011 at 20:47

Oi Pat,
Obrigada pela dica da receita de farinha de coco. Me empolgou pq tb achei os preços muito caros e gostei muito dela.
Nuns livros antigos de culinária baiana, do início do século XX, e também no Dona Flor e seus dois maridos, que é meu romance de culinária favorito (o nosso Como Água para Chocolate), dizem que para ralar o coco para fazer leite, o melhor é falar ele “de costas”, ou seja, da parte convexa da polpa para que as fibras se quebrem harmoniosamente e o leite gordo, o primeiro leite que tiras do coco, saia mais intenso. Creio que se tiver paciência de ralar (acho que deve dar pra ir ralando aos poucos e congelando pq haja polpa pra fazer um quilo de farinha!) deve valer à pena pra fazer a farinha. Em casa, pra fazer moqueca e bobó, eu sempre prefiro ralar meu coco a triturar no liquidificador. O leite fica mais intenso, e sai mais fácil. Nesse caso da farinha, acho que dá pra tirar o leite grosso e uma ou duas tiradas de leite ralo (pra fazer refrescos deliciosos, com uma favinha de baunilha ou caldo de abacaxi) e aí a fibra ficará bem livre de gordura. Só não sei se o aroma ficará forte…ansiosa pra poder testar. beijo grande,

Pat Feldman October 2, 2011 at 7:31

Adorei teu blog! Mas você não acha que na receita da carbonara improvisada tem creme de leite demais pra macarrão de menos?? Só um palpite….

Maria Christina October 2, 2011 at 9:47

Quando vi o preço abusivo. da farinha nacional desisti da compra e resolvi preparar minha própria farinha com o bagaço que sobrava do leite de coco. Já tenho um tanto do coco seco mas ainda não passei no processador

Suzy dos Santos October 2, 2011 at 10:36

Ih, Pat, tens razão! Obrigada pelo aviso…vou lá mudar já já.
E obrigada pelo carinho, sem dúvida, foste uma das minhas principais motivações pra tomar coragem e começar um blog.
beijão,

Adriana October 2, 2011 at 18:33

Oi Pat,
Já havia me questionado sobre a farinha de coco comercializada. Aqui em Porto Alegre, além de ser muito raro de se encontrar o preço é muito alto.
Vou fazer…Minhas filhas tem usado a farinha de cococ misturada com agua maorna e granola para o café da manha ( em substituição ao leite de vaca).
Abraços

Nilma Fonseca October 2, 2011 at 19:41

Adorei a receita. Vou começar a estocar as sobras da extração do leite de coco para fazer a farinha.

Pat Feldman October 2, 2011 at 21:24

Nilma, guarde no congelador, senão azeda!

Bruna October 3, 2011 at 11:58

Pat,
AMEEEEEI a receitaaa!! Já estava querendo comprar a farinha de coco faz tempo, mas sempre achei cara e deixava pra depois! Agora vou fazer em casa, que maravilha!!
Se puder dê uma passada pra conhecer meu blog, fiz propaganda do seu caldo de carne! hahah
beijos

Pat Feldman October 3, 2011 at 12:06

ADOREI o teu blog!!! Depois vou ler tudo com mais calma! Obrigada pelo carinho!

Bruna October 3, 2011 at 11:59

Ah esqueci de dizer que adorei o layout novo do site, ficou muito lindo!

Maria Cristina October 6, 2011 at 17:21

Um coco foi para o sorvete o outro fiz o leite, que depois usei para fazer o tônico (delicia) e a polpa foi ao forno para fazer a farinha.

A dica de deixar descansar o coco com a agua quente funciona muito bem, a gordura sai, e depois de batido fica mais fácil de tirar todo o líquido apertando bem no pano, ainda quentinho.

A polpa fica bem seca e no meu forno demorou duas horas, nem precisou tanto tempo assim, fico amarelinha e acho que por conta de retirar quase toda a gordura fica muito poco cheiro de coco.

Fiquei pensando que tal vez as comerciais além de serem branqueadas também levem algum tipo de aromatizante, já que na farinha caseira natural o cheiro não é tão acentuado.

Amanhã vou experimentá-la nos biscoitos , hoje não deu porque acabou o queijo a manteiga, tudo, hehe, mais pelo menos a farinha está garantida.

Agora e só procurar receitas legais que utilizem farinha de coco.
Beijo

maria rosa October 11, 2011 at 19:09

Oi Pat, parabens pelo novo layout, ficou bem mais clean!
As farinhas de coco comerciais são totalmente diferentes das feitas em casa pois usam a parte fibrosa, marrom, perto da casca do coco e um pouco de polpa. Por isso ela é marronzinha e muitíssimo rica em fibra. É um absurvo os preços abusivos que estão cobrando, já que é uma parte do coco que sempre foi jogada fora. Agora descobriram o ouro e fizeram parecer iguaria. Pelo que eu pesquisei junto aos fabricantes das farinhas de coco, elas não levam branqueadores… mas vai saber. A temp. que alcança não é suficiente para oxidar o coco, segundo eles. Mas eu prefiro a caseira, com certeza, e gosto ainda mais do leite, que contém a gordura boa do coco. Bjs Maria Rosa (nutricionista – florianópolis)

Lu October 29, 2011 at 17:10

Pat

Você tem ideia de quanto tempo dura essa farinha de coco caseira?

Abraços

Pat Feldman October 29, 2011 at 17:23

Lu, sou adepta do freezer para tudo o que é caseiro, e nesse caso com certeza deve durar vários meses!

Emília November 10, 2011 at 21:32

Depois que vi aqui no site sobre os benefícios da gordura e farinha do coco, eu e minha mãe fizemos o teste em casa. Usamos só a água dos próprios cocos pra bater com a polpa, coamos e reservamos o líquido em uma vasilha na geladeira de um dia para o outro para retirarmos a gordura posteriormente. Já com a farinha, que não deixamos ficar tão fina, minha mãe a secou na boca do fogão mesmo, numa panela retangular de ferro com grande área de contato. Depois fizemos uma farofa de cebola com torresmo e com parte de farinha de coco, parte de farinha de mandioca, até dourar. Olha, ficou uma delícia, ainda mais acompanhada de feijão! Obrigada pelas informações e pelo conteúdo passado com tanto esmero. São de grande valor para nós leitores interessados. =)

tati March 14, 2012 at 15:13

minha mae fez a farinha e adorou, mas ficou a duzida o que fazer com o leite que foi usado serve pra alquma coisa?pode servir como oleo que estao usando(oleo de cõco)?por favor mim respond com urgencia obrigado.

Eneida Melo January 24, 2014 at 16:30

Não serve como óleo não, mas serve como substituto (muitíssimo superior) ao leite de coco de garrafinha que se compra em mercado comum, e que pode ser usado em diversas receitas. Procure no google receitas que usem leite de coco.

Eduardo Rasche da Motta June 30, 2013 at 22:45

Mas se tira a gordura do coco a farinha perde grande parte do valor nutricional, sem a importantissima gordura saturada (ácido láurico) cheia de benefícios.

Pat Feldman July 1, 2013 at 5:38

Exatamente, se você tirar e jogar fora, perde. Mas você pode tirar o leite/gordura de coco e dar outros usos a eles!

Eduardo Rasche da Motta July 1, 2013 at 10:10

Porque tiram a gordura nutritiva e saudável do coco? Não poderiam estar mais equivocados se pensam que é prejudicial.

Pat Feldman July 1, 2013 at 12:15

Eduardo, se você ler com atençãoo meu site, verá que sou totalmente a favor do uso do óleo de coco!

jÚLIA September 10, 2013 at 15:02

Pessoal, eu tô doida ou a receita traduzida acima começa a explicar a partir da receita do leite de coco? ou seja, tem que saber fazer o leite? Mas eu não sei! como começo do zero? sei que deve ter muitas receitas google afora, mas confio mais neste blog, então, se puder dar uma luz, pat, te agradeço!
bjs
Júlia

Pat Feldman September 10, 2013 at 18:07

Oi Julia, na verdade a gente faz a farinha de coco com o que sobra na peneira do leite de coco, cuja receita tambémestá aqui no site: http://pat.feldman.com.br/2007/02/24/leite-de-coco-caseiro/

Larissa August 11, 2016 at 16:14

Pat, meu marido está seguindo as sugestões do livro para os três meses de desintoxicação, pois sofre(-ia) de enxaqueca!! Mas, ele é atleta, e não pode ficar sem pão (mais especificamente carboidratos!!!) terrível não?! Não sabemos o que fazer, e imagino se você tem alguma sugestão?! Essa farinha de coco pode ser usada na dieta?

Pat Feldman August 11, 2016 at 18:34

Larissa, existem mil outras fontes mais saudáveis de carboidratos!! O ideal seria ele passar em consulta com uma das nutricionistas que conheçam a dieta Antienxaqueca. Sugiro a Djulye ou a Lara Nesteruk

Bia Lis November 18, 2016 at 11:05

Pat!
AMOOOOO seu blog!!!!
Quero fazer HOJE a receita do seu cookie!! Encontrei ela no seu blog ontem e me apaixonei!!
Mas estou com uma dúvida, acho que boba kkkk, me dê um desconto que começei agora na cozinha… hehe !!
Não entendi se tem que bater no liquidifcador a água com a polpa ou somente a polpa que ficou descansando alguns minutos na água… Acho que só a polpa né? Porque a água vai vai estar “gordurosa”, aí não teria porque bater ela junto se o objetivo é afastar a gordura…. Fiz confusão??
Eu sempre procuro as minhas dúvidas nos comentários e elas sempre são respondidas kkkkk essa eu fui a primeira pessoa a ter !!
Beijao!!!

Pat Feldman November 18, 2016 at 16:07

A gente bate o coco ralado com água pra fazer o leite de coco, e depois usa a polpa que sobrou na peneira, de coar o leite, pra fazer a farinha.

coco do nordeste December 13, 2016 at 9:24

A polpa após a extração do leite poderá ser usada para o preparo da tapioca, adicionando o bago (polpa após extraído o leite) junto com a goma. E também poderá a tapioca com o leite de coco. Ambos ficam bastante saborosos.

coco do nordeste December 13, 2016 at 9:28

Complemento à informação acima: Umedecer a tapioca com o leite de coco.

Comments on this entry are closed.

{ 3 trackbacks }

Previous post:

Next post: