Onde comprar orgânicos

by Pat Feldman on 24/07/2016 · 19 comments

in MAIS...

Screen Shot 2016-07-24 at 8.57.09 AMNa minha casa eu faço o possível para consumir orgânicos ao máximo, quem me segue há algum tempo já está cansado de saber disso. Gosto muito, e como faz parte do meu trabalho, estou sempre procurando opções com preços melhores e ofertas o mais variadas possível.
Aproveito esse espaço para dar dicas de onde tenho feito as minhas compras aqui em São Paulo. São os “meus” lugares, mas existem outros, aqui na cidade de São Paulo e em outras cidades e estados do Brasil.
Antes de contar do meu, quero pedir a todos vocês que colaborem com esse artigo e deixem nos comentários outras dicas de lugares ao redor do Brasil e do mundo onde podemos comprar orgânicos e, melhor ainda, onde comprar orgânicos a bons preços.

Faz tempo que a Feira da Água Branca, uma das mais antigas do gênero, deixou de ser uma opção econômica.

Pontos Positivos: A feira da Água Branca continua bastante completa, cada dia mais movimentada e é um lugar que eu amo e odeio. Amo porque acho o parque um charme antigo, cara de fazenda, um oásis rural em meio ao caos da cidade grande. O café da manhã da feira é uma delícia, as crianças amam ver os bichinhos de fazenda soltos passeando pelo parque e se divertem com tudo em volta. Tem estacionamento dentro do parque.
Pontos Negativos: Os preços da feira andam, de modo geral, pela hora da morte. Eu não sei se é culpa da publicidade que a mídia vem fazendo em torno ou se o pessoal enlouqueceu de vez mesmo, mas os preços nessa feira andam altíssimos a ponto de eu me sentir explorada!! Eu já falei muitas vezes que o mais caro dos orgânicos nem sempre é efetivamente mais caro, especialmente se você largar dos industrializados e colocar na conta o quanto se ganha em saúde, mas no caso da feira da Água Branca, eu acho que esse mais caro extrapolou!! Outro problema que noto com frequência por lá é o mal humor de alguns (muitos) frequentadores… Imaginem, a ponto de eu me dar ao trabalho de comentar aqui!!! Eu não sei o que acontece, mas é cada grosseria que eu já escutei lá, cada empurra-empurra que já presenciei… Desanima!!!
Ah, e o estacionamento lota, desde muito cedo, então se você não for fazer uma compra grande, vá a pé, de Uber ou taxi.

A feira do Ibirapuera já nasceu cara.

Tanto quanto a feira da Água Branca, oferece uma boa variedade de produtos, mas mais do que nunca, em tempos de crise, não dá pra ficar pagando caro demais, e a feira do Ibirapuera, pelo menos nas vezes em que fui lá (não foram tantas assim, confesso), me pareceu ainda mais cara que a da Água Branca. Vale pelo comodismo se você morar ali por perto ou se quiser conhecer, o espaço também ficou bem charmoso, mas como é totalmente ao ar livre, não é uma boa em dias chuvosos.
Ah, também tem uns produtos que não são vendidos na Água Branca.

O Instituto Chão, na Vila Madalena

Já existe há algum tempo mas só esse ano fui conhecer o Instituto Chão, e simplesmente me apaixonei!!!! Funciona da seguinte forma:
– Preços de custo do produtor, incrivelmente mais em conta do que qualquer outro lugar
– Numa lousa perto do caixa há a prestação de contas do mês exposta, os custos para manter o local e o pessoal. Baseado nessas contas, há uma porcentagem sobre os valor das suas compras para você doar e ajudar a manter o lugar. Em geral a contribuição fica em torno dos 30%.
– Você não é obrigado a dar a contribuição, ou pode dar a mais ou pode dar a menos. Eu sempre dou o valor sugerido, porque mesmo com esse acréscimo, as compras ficam significativamente mais baratas do que em outros lugares. Eu sugiro que você contribua, porque um lugar desses merece ser prestigiado e porque quanto mais gente contribuir, menor ficará a taxa para cada um!
– O Instituto Chão funciona de 3a.feira a sábado, das 8:30 até as 14 horas e aceita pagamento em dinheiro ou cartões de débito ou crédito.
– Nunca me arrependo de ir lá!
Um exemplo:
– Arroz integral: na Água Branca custa perto de R$12,00/kg; na Casa Santa Luzia custa pouco mais de R$6,00/kg e no Instituto Chão, embalado a vácuo custa pouco mais de R$4,00/kg ou você tem a opção de comprar a granel, a cerca de R$3,80/kg
Na manteiga, queijos, pupunha, morango e cogumelos a diferença também é considerável. Batata doce já paguei mais barato que a convencional do sacolão.
Suuuuuper vale a pena!!!!!
Endereço:
Rua Harmonia 123
Vila Madalena

Casa Santa Luzia

A Casa Santa Luzia mora no meu coração, desde criança, mas tem a fama de ser caríssimo. Não é bem assim! Eu digo que o grande “problema” da Casa Santa Luzia é que lá tem muitos supérfluos irresistíveis, daí você vai para comprar um ou dois itens, e acaba saindo com o carrinho lotado de “coisas que você não precisa, mas que não pode viver sem”!!! Uma tentação deliciosa!
Como vocês viram  acima, a respeito do preço do arroz, a Casa Santa Luzia nem sempre é a mais cara. Os legumes, verduras e frutas são um pouco mais caros do que as feiras e mais ainda que o Instituto Chão. Os grãos em geral têm preços bem competitivos.
Vale muito pela conveniência de ser um supermercado que tem horário de funcionamento bem amplo, de 2a.feira a sábado, das 8:00 às 20:45. Vale porque tem estacionamento fácil (bem, não tão fácil aos sábados…) e vale pelos funcionários, que são extremamente atenciosos.
Como eu ainda não organizei minha rotina para ir toda semana no Instituto Chão, acabo apelando muito para a Casa Santa Luzia.
Não é lá por exemplo que eu compraria os meus 10kg de tomates orgânicos para preparar o meu molho de tomates, mas certamente não teria problemas em comprar 3 ou 4 tomates numa emergência, para a salada.
Endereço:
Alameda Lorena, 1471
Jardins

Outros…

Como não sou uma padeira de mãos cheias, sempre que dá vontade ou preciso de um bom pão em casa, apelo para a PAO, Padaria Artesanal Orgânica, que conta com 3 ou 4 endereços em São Paulo. Os pães são todos de fermentação natural, orgânicos, saborosos, divinos!!!
Para quem prefere entrega em domicílio, fiquei super fã da Fazenda Santa Adelaide. Variedade, gostosura e um trabalho super sério!! Eu só não peço para mim, porque adoro ir às compras!!!
Os vinhos são um capítulo a parte, alguma hora vou dedicar um texto inteiro só aos vinhos orgânicos, biodinâmicos e vinificados naturalmente. Enquanto não faço isso, recomendo uma visita à Enoteca Saint VinSaint, da minha querida amiga Lis Cereja, fera no assunto e que além de vinhos, serve pratos divinos!!!
Queijo para o dia a dia aqui em casa é o Minas Padrão, que eu procuro comprar no Instituto Chão (tem nos outros pontos de venda, só que mais caros). Para queijos mais especiais, ainda que não orgânicos certificados, eu compro no Mestre Queijeiro, que só oferece queijos de pequenos produtores, muitos deles de leite cru, todos eles sem aditivos. Tem cada gostosura lá!!!!!
Por hora as minhas dicas são essas, mas eu estou sempre em busca de novidades, então fiquem de olho nesse artigo, porque ele pode ser atualizado a qualquer momento!
Prestem atenção também aos comentários que forem surgindo. Pedi no início do artigo e repito: deixem também suas dicas, não só de São Paulo, mas de qualquer cidade do Brasil e do mundo!! Dicas orgânicas são sempre muito bem vindas!!!

Conheça também as nossas redes sociais:

Instagram: @pfeldman

Facebook: Comida de Verdade, por Pat Feldman

Periscope: PatFeldman

Snapchat: PatFeldman

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 19 comments }

Geni sauthier July 24, 2016 at 20:49

Oi Pat! Estou muito interessada em seus caldos caseiros, gostaria de saber como comprá-los. Moro aqui em Lajeado-Rs. Abraços.

Pat Feldman July 24, 2016 at 20:55

Poxa Geni, infelizmente não tenho como enviá-los para a sua cidade…. Mas se você vier um dia passear aqui em São Paulo, não deixe de me avisar e trazer uma boa sacola térmica. Ele aguenta a viagem numa boa!

Geni sauthier July 24, 2016 at 21:10

Pat! Minha cunhada mora ai em Araraquara-SP, esta cidade fica próxima de sua casa ou não. Talvez nas férias de verão eu, meus filhos e meu marido iremos passar alguns dias por lá. Do contrário tentarei fazê-los aqui em casa mesmo, pois peguei a receita no seu site. Faz pouco tempo que o descobri, mas estou muito interessada em todo o assunto relacionado a comida de verdade e a respeito de alimentos mais orgânico possível. Tenho uma filha de 15 anos, e um filho de 12 anos, e como me preocupo muito com uma alimentação saudável, adorei descobrir o seu site.
abraços…

Renata July 24, 2016 at 22:54

Pat, moro na regiao da grande Toronto, no Canada e a maioria das redes de supermercados vende organicos (frutas, legumes, carnes, leites). Meus preferidos sao Longo’s, Fortino’s e Sobey’s. Tem muitas fazendas na regiao tambem, onde voce consegue comprar direto do pequeno produtor alem de tres mercados mais naturais como o Whole Foods, Goodness me e Organic Garage.

Pat Feldman July 25, 2016 at 7:34

Que legal Renata!!! A venda de leite cru é permitida no Canadá?

Renata July 25, 2016 at 19:39

Nunca encontrei por aqui entao acredito que nao seja mas existe a opcao de leite organico que custa bem mais caro. Esse leite deve ser chamado organico pelo tipo de alimentacao das vacas bem como uso de antibiotico e nao pelo processo de pasteurizacao. Acho que devem ser pelo metodo UHT mas nao tenho certeza.

Shirley Metta July 24, 2016 at 23:19

Maravilhoso o post!
Aqui em casa sempre iamos na feira do Parque da agua Branca, mas com a distancia e vida corrida ficou cada vez mais dificil e deixamos de ir.. nem chegamos a essa epoca de aumentos que voce relatou.
Temos comprado online pelo site quitandinhaemcasa.com.br. Não sei dizer sobre os preços, sem referência alguma dos outros lugares, mas ficou satisfeita com a qualidade e variedade.
Pelo menos legumes e verduras conseguimos comprar organicos!

Emília M.S.Santos July 25, 2016 at 8:59

Somos carentes de orgânicos na região bairro Ipiranga Sp e arredores. Mas tem uma feirinha de quarta f na Comedoria Seu Quintal Rua Assungui, 57 Vl.Gumercindo bem diversificada.

Camila July 25, 2016 at 11:22

Pat, obrigada pela sua generosidade de sempre! Adoro acompanhar suas dicas e receitas! Moro em Brasília e por anos comprei orgânicos na feira do guará, mas lá tem apenas uma barraca com opções. Ultimamente ia mais ao Ceasa que tem a feira de agricultura familiar com bem mais opções e preços acessíveis, mas descobri recentemente ao lado de casa (308 norte) em frente ao estacionamento da escola Pedacinho do Céu, o Sr. Manoel que expõe seus produtos orgânicos (a maioria plantado por ele, em Planaltina, mas também tem de outros produtores, além de itens do Mano Velho, como açúcar mascavo, cuscuz e fubá) todos sábados e quartas feiras. Estou bem feliz com essa opção pertinho de casa!! Na minha próxima ida à São Paulo, é certo que visitarei o restaurante da Lis (de quem sou fã também) e algumas dessas opções sugeridas por você. Um beijo!

Carla August 15, 2016 at 14:57

Oi Camila,
adorei a dica. Você pode me contar qual é o horário que ele fica lá? Queria ir bem cedinho, tipo 7 horas. Beijo.

Claudia July 25, 2016 at 11:28

Tenho ido na feira biodinâmica que acontece às quintas na rua São Benedito em Santo Amaro. Pelo que sei essa feira também acontece no shopping villa lobos no final de semana (não lembro se sábado ou domingo) e no Largo da Batata. Eles têm site e realizam entregas, embora nunca tenha comprado com eles por esse meio. Acho interessante que no site são apresentados todos os produtores que a gente acaba encontrando pessoalmente na feira. De onde são, o que produzem, etc.

Luciana July 29, 2016 at 22:58

Olá! Sou de Santo André e compro orgânicos em um hortifruti chamado Tutto Natural, eles só trabalham com feira orgânica e tem também uma pequena mercearia. Acho o preço justo e ainda tem a comodidade do delivery. Faço meu pedido pelo whatsapp e recebo em casa. A única desvantagem é que não tem uma variedade como a feira do Parque da Água Branca.

Rafael Quinteiro August 2, 2016 at 11:39

Oi Pat! MUITO obrigado por esse post. Sou carioca e me mudei para SP há poucos meses, então estou meio perdido ainda por aqui.
Deixo outra dica que eu venho usando desde que me mudei. O site Horta da Vovó. Eles trabalham apenas com orgânicos de produtores locais e entregam todas as terças. Super recomendo!

Jaqueline Rosa August 11, 2016 at 11:37

Bom dia,sou nova nessa caminhada de “comida de verdade” mas to adorando, compro verduras e legumes na Parque Ipiranga,onde acontece toda terça feira ” a feira dos orgânicos” . moro na cidade de Anápolis-GO Muita gratidão Pat,por nos proporcionar tanta informação. Obrigada.

Ana Paula dos Santos Gumiero August 12, 2016 at 10:08

Oi Pat, aqui em Limeira-SP temos dois locais bacanas para organicos, com preços acessíveis! Caso alguém seja da região, aqui vão os contatos:
Meu quintal Organicos (19)9 9796 7906 e site: http://meuquintalorganicos.com.br/
Terra e Vida: https://www.facebook.com/terra.vida.organico

Beijos!

Tatiane September 21, 2016 at 12:37

Moro em São Caetano e infelizmente por aqui não tem, mas em Santo André tem feita dentro do shopping conhecido como “Mappin” que é a melhor que tem no ABC. Peço também no delivery Orgânicos da Villa (pena que a variedade de frutas é pouca, mas as verduras são nota millll), e os produtos de Mercearia peço na Mercearia Artesanal, pela internet, tem delivery e entregam pelo Correio e todo dia tem novidade em produto artesanal (tudo sem corantes e conservantes), orgânico e saudável, vale super a pena, o preço é bacana e quase que diariamente tem novidade chegando!!!

Alessandra September 22, 2016 at 14:43

Oi, Pati, procurando formas de alimentação mais saudável encontrei o site da Sonia Hirsch e acabei ‘desaguando’ aqui atrás de informações sobre o leite, que adoro, mas tem me feito mal. Você sabe onde encontrar leite cru de confiança aqui em São Paulo, capital? Sobre as dicas, a minha de pães com fermento natural levain é a Masseria de uns amigos aqui na Vila Romana, entre Lapa e Pompeia. Os pães são deliciosos e eles também oferecem Oficinas pra quem quiser aprender a fazê-los: http://www.masseria.com.br

Elizabeth September 25, 2016 at 21:53

oi Pat, vc sabe se alguém em Joinville/SC oferta produtos iguais aos seus?

Pat Feldman September 26, 2016 at 6:55

Tem uma nutricionista, a Silvana Streb, que faz algumas coisas caseiras. Nunca provei nada dela e nem sei detalhes, mas ela parece cuidadosa!

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: