A Pipoca da Lancheira

by Pat Feldman on 03/11/2015 · 20 comments

in Aperitivos e entradas, Lancheira da escola e dos passeios, RECEITAS

Todo dia é dia de pipoca, porque pipoca é uma delícia e pipoca pode ser um lanchinho muito saudável se você preparar do jeito certo!

Eu já desisti faz tempo da pipoca do cinema. Faz tempo que aquilo não é mais pipoca de verdade, se parece mais comum pedaço de izopor, coberto com uma caldinha que imita manteiga. Que saudades do pipoqueiro à moda antiga, beeeeem antiga, que fazia pipoca com manteiga de verdade, uma pitada generosa de sal e um sabor incrível!

Nas casas as coisas não tem sido muito diferentes para a maioria: as pipocas de microondas vêm tomando conta das sessões cinema domésticas… O sabor, na minha opinião, tão ruim e plastificado quanto as pipocas de cinema atuais. Eu fico longe, e nem opção tenho, já que me livrei do microondas de casa faz tempo (e vivo muitíssimo bem sem ele).

Uma leitora do site Enxaqueca, que decidiu levar a dieta Feldman Antienxaqueca a sério, faz sua pipoca em casa toda vez que vai ao cinema. Leva numa sacolinha, se diverte e nunca mais teve enxaquecas por causa de pipoca!

Meu filho já descobriu a pipoca, gostou, mas não se lembra de pedir toda hora. Se pedir, faremos em casa, com a receita a seguir, que eu recomendo muitíssimo que você corra para a cozinha e prepare, antes da festa começar (aliás, já começou, e eu estou assistindo a transmissão via internet, NESTE SITE).

Nesta receita não há os cuidados em deixar o milho de molho em solução de hidróxido de cálcio e nem a pré-fermentação em água e soro – isso não permitiria que o milho estourasse como esperado no preparo da pipoca. Feito em casa, pipoca é um lanchinho muito saudável, mas ainda assim, não abuse!

Ingredientes:

1/4 de xícara de milho para pipoca

2 colheres de sopa de gordura de coco ou manteiga ou óleo de coco extra-virgem ou uma combinação deles

sal à gosto

1/4 de xícara de manteiga amolecida ou óleo de coco extra-virgem ou uma mistura dos dois (opcional)

Modo de Preparo:

Numa panela grande e pesada, junte o milho de pipoca e a gordura escolhida. Tampe bem e leve ao fogo alto, agitando a panela constantemente até o milho começar a estourar.

Continue com a panela tampada, agitando-a constantemente, até que os estouros cessem – significa que todo milho que podia estourar, já estourou.

Tire a panela do fogo.

Retire a tampa da panela, e caso esteja usando, jogue a manteiga derretida por cima, uma pitada generosa de sal, tampe a panela e agite vigorosamente para que a manteiga se misture bem ao milho estourado.

Transfira para um recipiente grande e divirta-se!

Depois de completamente fria, a pipoca pode ser embalada em potes ou saquinhos e vira uma excelente opção para a lancheira da escola!!!

Conheça também as nossas redes sociais:

Instagram: @pfeldman

Facebook: Comida de Verdade, por Pat Feldman

Periscope: PatFeldman

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 20 comments }

Tatiane March 8, 2010 at 7:32

Aqui em casa aderimos a pipoca “caseira”.
Além de ser muito mais saudável e gostosa, é muuuuito mais barata que de microondas!
Portanto, se nenhum argumento funcionar, tente esse… rsrs
BJus

Denise Mourão March 8, 2010 at 8:17

Oi PAt,
tem receita de pipoca doce? A salgada já faço bem parecida com a sua, mas uso só oliva e bem pouco. A doce tentei fazer uma vez com mascavo, mas não deu certo… Quem sabe com mel??? Abs, Denise.

Aline March 8, 2010 at 11:08

Pat, meu marido estoura a pipoca com a propria manteiga, sem azeite nenhum … E ruim fazer assim? Beijo!

Lívia March 8, 2010 at 12:43

Oi, Pat. Faço a pipoca com pipoqueira eletrica, só no vapor, tenho problema com o peso, sempre tentando emagrecer… Ela fica gostosa e estoura muito bem, além de não ter muita gordura, que, pode ser uma coisa boa, mas pra quem quer emagrecer, é a treva…Desde sempre, levo a minha pipoca pro cinema de casa também: mais econômico, gostoso e na medida.
beijão

Silvia March 8, 2010 at 14:42

Eu também não uso azeite, estouro a pipoca direto na manteiga. E também carrego pro cinema, onde, além de ruim, a pipoca é caríssima. Estouro a pipoca em casa e ponho em um saco de pão, daqueles de papel, que guardo justamente pra isso. :-)

Pat Feldman March 8, 2010 at 18:10

Eu gosto mesmo é de estourar numa mistura de manteiga com azeite. Só manteiga eu acho que queima muito fácil.

Andréia March 11, 2010 at 18:06

Há muito tempo não como pipoca por conta da enxaqueca. Vou tentar comer novamente com essa receita. BJOs

Paula ZZT March 12, 2010 at 13:40

Tem uma receita de pipoca doce que gosto muito, que é com manteiga (sem sal) e canela… Para quem gosta de canela, é tudo de bom…

VIVIANE FREITAS March 15, 2010 at 22:12

Paula conta sua receita de pipoca doce pra nós…Adoro mas não acerto Bjos

Paula ZZT March 22, 2010 at 13:27

Oi, Viviane.
Desculpe a demora…
Segue a receita (eu peguei do livro 100 receitas para crianças felizes)
2 colheres de sopa de azeite
55g (ou 1/3 de xícara) de milho de pipoca

aqueça o azeite e junte a pipoca, sacuda de vez em quando e até parar de estourar. Desligue o fogo e deixe tampado.

55g (3,5 colheres de sopa) de manteiga (eu prefiro sem sal)
1 colher de chá de canela em pó

derreta a manteiga junte a canela e misture. Depois só colocar por cima da pipoca.

Eu até prefiro depois que esfria pq acho que acentua o sabor da canela… Eu adoro…

Daniel March 17, 2010 at 0:45

Tenho feito com manteiga clarificada (usada na culinária e na medicina indiana – chama-se Ghee) , demora muito mais para queimar e é muito saudável. Basta aquecer a manteiga devagar , quando estiver borbulhando retire do fogo e com uma colher retire a camada superior – que é justamente a parte que queima fácil. Fica excelente na pipoca , misturo com um pouco de óleo de côco.

Flávia Santiago Gontijo May 15, 2010 at 10:29

Eu uso só óleo de côco e é simplesmente deliciosa.
Na escola da minha filha toda festinha que tem me pedem para levar da pipoca com gostinho de côco.

Pat, sobre o azeite fiquei na dúvida sobre aquecê-lo. Não o transformaria em prejudicial à saúde?

Beijos

Flá Gontijo (sumida, mas ainda sim super fã do site)

linda... March 9, 2011 at 9:32

Bom, uma dica: quando a pipoca esta quase estourando eu coloco um guardanapo de papel ou outro tipo de papel entre a tampa e a panela… absorve muito oleo….

Marlene romeo June 8, 2014 at 11:40

Ouvi tambem de peritos que o oleo de oliva nao pode ser aquecido porque tambem fica nocivo e perde suas propriedades

Taiani November 3, 2015 at 13:34

Pat, você conhece alguma marca de milho não transgênico?

Pat Feldman November 3, 2015 at 15:20

Eu compro meu milho de pipoca na feira de orgânicos. Nunca reparei nas marcas, mas dou preferência àqueles embalados à vácuo.

Sandra November 11, 2015 at 9:23

Oi Pat,por favor gostaria de saber onde comprar a pipoca sem ser transgênica e o bacon ?

Pat Feldman November 11, 2015 at 18:11

Sandra, milho de pipoca tem que ser orgânico, e o bacon artesanal eu compro da Charcrutaria Petroni

Katia Regina March 1, 2016 at 21:42

Oi Pat, dá para guardar a pipoca? Ela não fica murcha?

Pat Feldman March 2, 2016 at 6:33

Não é que ela fique ultra crocante como recém saída da panela, mas embalando-a depois de fria, ela não murcha quase nada. As crianças adoram!

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: