Um gatinho persa muito fofo!

by Pat Feldman on 03/06/2009 · 26 comments

in AMIGOS, Gatos na Cozinha, Leitores do Crianças na Cozinha

Aqui Nicolaj com 2 meses de vida

Aqui Nicolaj com 2 meses de vida

[ratings]

Aulas de culinária infantil.
CLIQUE AQUI e saiba mais!

Eu tenho 6 gatinhos persas em casa que são criados com todo o amor e carinho do mundo – quem tem bichinho de estimação sabe bem o que estou falando.

Alguns leitores do site, normalmente donos de bichinhos também, me questionam sobre a alimentação dos meus gatinhos, e confesso que é cheia de vergonha que eu admito que eles ainda comem ração industrializada. Muita ração. Vez por outra, eu ofereço um bom naco de carne crua a eles, quando preparo caldos caseiros, sempre sobra um potinho que eles tomam com alegria depois que esfria. Dois ou 3 deles gostam muito de queijos e iogurte. Mas a parcela mais importante da alimentação deles, para minha tristeza e profundo arrependimento, ainda baseia-se na famigerada ração industrializada, cheio daquelas coisas que eu sempre desaconselho numa alimentação saudável.

Estou pagando caro pelo meu comodismo…

Meu gatinho Nicolaj, nascido na minha casa, com a minha ajuda, prestes a completar 6 anos, está muito mal de saúde. Está com problemas no fígado, sérios o suficiente para ficar amarelado. Os rins estão falhando e o pulmão empacou, suspeita de pneumonia. Rações industrializadas são como produtos alimentícios industrializados: parecem comida, cheiram mais ou menos como comida e têm vitaminas adicionadas artificialmente para que pareçam tão nutritivos como a comida de verdade. O triste é que parce, mas não é.

Assimo como nós humanos podemos ter saúde ou ficar doentes de acordo com aquilo que comemos, o mesmo ocorre com gatos, cachorros, pássaros, peixes, bois, vacas, ou qualquer outro animal.

No ocmeço do Ano o Igor, um gatinho com quase 14 anos, ficou muito adoentado. Muito mesmo. Eu já tinha ouvido falar um pouco sobre alimentação totalmente natural e crua ser boa para os animais, mas o comodismo me impedia de tentar. Mas desta vez, com o Igor, eu resolvi pesquisar mais a fundo nas fontes que tinha, achei novas fontes interessantíssimas de pesquisa e conheci pessoas maravilhosas.

Esse é o gatinho Igor, trazido de volta à vida graças à alimentação natural!

Esse é o gatinho Igor, trazido de volta à vida graças à alimentação natural!

A saúde do Igor? Melhorou incrivelmente, como ninguém poderia sonhar! Ele ganhou de volta o peso que havia perdido e mais um pouco, a pelagem ficou mais brilhante do que nunca, el vltou a brincar muito e seus dias “entre a vida e a morte” ficaram esquecidos. Os remédios? Arrisquei e não dei. Ele melhorou, e de quebra não teve nenhum efeito colateral desagradável, incômodo bastante comum no caso de muitas medicações.

Voltando ao Nicolaj… Para ele a alimentação natural parece ter vindo tarde demais. Ele está mal, bem mal! Mas eu vou insistir. Não o entupindo de remédios, mas caprichando ainda mais na alimentação dele, Cortando de vez a ração, cortando aos poucos a ração dos outros. Eu já provei que funciona, eu já vi o meu gatinho, quase um idoso (o Igor), melhorar e rejuvenecer 10 anos!

Eu não sou veterinária e nem penso em enveredar por este caminho, mas a partir de hoje o site Crianças na Cozinha contará com uma colaboração muito especial, de uma pessoa muito querida, e que tem me dado dicas e conselhos preciosíssimos na área de alimentação natural para animais de estimação.

Essa pessoa querida por enquanto não vai se identificar. Essa pessoa querida é uma pesquisadora incansável da alimentação natural para animais de estimação, mas foi AMEAÇADA pela indústria, caso não parasse de falar mal das rações!!!!!! Ela não falou mal, ela apenas falou A VERDADE. Uma verdade que incomoda, porque a verdade não dá lucro, porque a verdade diminui a venda milionária de rações industrializadas.

Eu guardei diversos artigos dessa pessoa querida. Eu pesquisei diversos outros artigos, vou reunir alguns vídeos em inglês interessantíssimos e vou publicar tudo aqui no site, aos poucos.

A alimentação dos meus gatinhos ainda está longe de se ver livre das rações, mas a partir de hoje eu vou me esforçar, eu vou tentar e eu vou conseguir fazer tudo fresco e natural para eles, assim como eu já faço para os humanos desta e de tantas outras casas.

Por enquanto, eu só queria mostrar a vocês umas fotinhos fofas no meu Nicolaj, meu eterno “bebê gordo”, e pedir que vocês torçam pela recuperação dele. Torçam para que ele aceite bem a alimentação natural e para que a alimentação natural faça efeito rápido o suficientepara salvá-lo, porque eu tenho certeza que pode dar certo, que ele pode realmente melhorar.

Torçam pelo meu gorducho. Eu vou trabalhar para dar o melhor para ele, mas estou triste por não ter me mexido antes. Estou triste porque esperei que ele ficasse tão doente, para só então me mexer e melhorar o que eu já sabia como fazer há tempos…

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 25 comments }

Casa do Simbad - Jacqueline June 3, 2009 at 20:52

Oi Pat,
Eu acompanho seu blog (ainda não tenho filhos, mas adoro Danoninho! hehehe) e também te ‘sigo’ no Twitter. Fiquei triste em saber essa notícia do seu gatinho. Vou fazer uma mentalização para que ele se recupere e possa usufruir dos benefícios da AN.

Um abraço de todos da
Casa do Simbad

borboleta africana June 4, 2009 at 5:46

Que bolinhas de pêlo mais fofas…!

Realmente as grandes indústrias só têm como objectivo o lucro. O problema é que os governos pactuam também descaradamente com os grandes lobbys e eu tenho a certeza que são os políticos e os economistas o principal obstáculo ao fim da fome Mundo.

A “revolução” das mentalidades tem de começar dentro das nossas próprias casas. É o nosso exemplo (mesmo que pareça pouco) que vai lançando as sementinhas na mudança de mentalidades.

Lutemos contra os dogmas e ideias feitas.

Lutemos contra o nosso próprio comodismo.

Vivam as bolinhas de pêlo cinzentas da Pat (eh eh eh…).

bjs

maria jose da silva June 4, 2009 at 8:15

Bom dia, Gosto do seu site pelas dicas e receitas,fiquei triste com o seu gatinho.Moro em apto tenho um gatão tigrado escuro não chega ser preto, mas misturado com amarelo, ele ja esta com 7 anos. Sempre dei ração para ele, mas ele não gostou das muitas que dei, foi um sacrificio até achar a que ele mais gosta e deu certo; porque antes ele vomitava e ficava com fome e eru tinha medo de dar novamente logo em seguida.As rações coloridas nem adianta dar acho que o aditivo colorido causa uma reação alergica nele. Dou carne moida fresca de vez em quando, 1 colherinha de café de azeite extravirgem uma vez por mes, ajuda com o intestino para não ficar muito ressecado. Agora o principal, como moramos em apto cortei as vacinas dele, pois li que não precisa vacinar todo ano pois elas acabam acumulando e fazendo mais mal que bem (problemas nos rins, calcificação)Ele gosta de agrião, banana, alem da graminha que sempre planto em casa.Corto as unhas,mas não resolve muito(os sofas que o digam)banho só quando o dia esta bem quente, no restante é só escovação, nunca teve pulgas e nem ficou doente, mas é cheio de vontades. Agora quer ver ele ficar doido, é quando meu menino apareçe com pacotinho de queijo nacho, não gosto nem do cheiro, mas ele só começo uma isquinha, mas fica em cima até acabar na esperança de ganhar mais um pedacinho. Zeze Silva

Tati June 4, 2009 at 8:21

Pat,
Boas vibrações para o Nicolaj.

Eu tinha um porquinho da índia que a base da alimentação dele eram carérrimas rações industrializadas, mas eu acreditava estar fazendo o melhor por ele. Ele comia também capim, verduras, frutas, mas a maior quantidade era ração. Ele morreu com oito anos, sei que viveu bastante para um porquinho da índia, mas confesso se não fosse a dedicação do meu pai de todo dia ir buscar capim, não sei se teria tido a mesma sorte. Hoje eu faria tudo diferente, mas não tenho mais nenhum bixinho.

Eu sei que você é muito carinhosa e dedicada e seu gatinho tem grandes chances de melhorar, estou aqui na torcida.
Beijinhos

zenir June 4, 2009 at 10:11

oi Pat
que coisas mais lindas…eu amo gatos
tenhoum tbem o meu é siamês.
Vou torcer muitooooo para que o Nicolaj melhore de verdade.
Quero tambem começar a dar comida de verdade pro meu bebe.
Vou aguardar teu site com as receitas
bj

zenir June 4, 2009 at 10:19

Que vontade de encher de beijossss
bj

Elisete de Oliveira June 4, 2009 at 10:24

EU FICO TRISTE QUANDO VEJO ALGUMA PESSOA OU ANIMAL DOENTE QUERO LOGO DAR UM CHÁ OU FAZER UMA COMIDA SAUDAVEL. EU TIVE UM GATO PERSA QUE MORREU COM 20 ANOS. EU DAVA A ELE RAÇÃO E SARDINHA CRUA.MELHORAS PARA O SEU GATINHO E QUE DEUS O FAÇA REAGIR BJS ELISETE

Karenina June 4, 2009 at 12:39

minha galarina, persa também, vive dodói e também acho que o problema é a ração! estou ansiosa para descobrir o que tenho que mudar na alimentação dela, para que ela se sinta melhor!!!

e seu gatinho vai ficar bem, você vai ver :))

abraços,
karenina

Claudia June 4, 2009 at 14:30

Pat,

Nicolaj, ficará bom. Tenho certeza!

Qto a alimentação natural, eu tb demorei 7 longos anos para trocar a ração dos meus cães por AN. E a sua amiga, tb é minha amiga, mesmo eu nem a conhecendo pessoalmente. Ela me ajudou e ajuda muito até hoje.

Boa Sorte!

Claudia

Maria Christina de Sousa June 4, 2009 at 14:56

Hola Pat,
Não desista do seu Nicolaj nem quando os veterinários te olharem nos olhos e dizerem que não há mais o que fazerem. Você é mãe e há de conseguir, com garra e determinação, tirá-lo desse sufoco.
Eu e Pikachu, meu angorá vira-lata vamos torcer por ele.
Beijos

Bruno Hannud June 4, 2009 at 16:27

Voce nao e a unica a neglicenciar a alimentacao do seu bichano. Eu tambem tentei dar visceras de peixe para as minhas gatas. Elas gostaram tanto (pareceu) que vomitaram (acho que pela falta de costume). Vamos acompanhar ativamente essas dicas e com certeza criar vergonha na cara (!) e cuidar melhor desses bichos tao dedicados a nos.

Estamos torcendo pelo gordo.

Elaine June 4, 2009 at 19:57

Ah que coisinha mais fofa!! Eu nem tinha pensado a respeito da ração industrizada pros animais e eu vou também procurar modificar a da minha Kika (cadela) pra que ela tenha mais saúde. E estou torcendo pra que eu sou fofinho, se recupere logo. Parabéns por ser essa pessoa de coração cheio de amor. Um abraço.

Karen June 5, 2009 at 21:50

Oi Pat, acompanho seu blog há algum tempo mas nunca havia me manifestado. Já testei várias de suas receitas, a última foi o bolo “vivo” de laranja que ficou maravilhoso. Tenho dois, sem raça definida, adotados com dois meses de vida. Um deles agora está doentinho tb por isso sei bem o que vc está enfrentando, embora o caso do meu filhote, felizmente não seja tá grave. Já fizemos vários exames, ainda não temos certeza do que é, mas aparentemente é asma. Fiquei bastante interessada na alimentação natural pra eles, eles comem uma das rações mais caras as chamadas “super premium” mas me sinto mal por tentar dar uma alimentação mais natural para os humanos e encher o pratinho deles de ração. Um deles adora brócolis, ele pode estar dormindo pesado, se eu estiver preparando brócolis ele vai correndo pra cozinha e começa a pedir desesperado, nem por atum ele faz isso. Bom querida, de mãe de felino pra mãe de felino, espero de coração que seu filhote melhore. Pode ter certeza que rezarei por ele.

Pat Feldman June 5, 2009 at 22:41

Obrigada Karen! Nicolaj e eu agradecemos muitíssimo o carinho de todos! Ele está cansadinho, talvez desistindo? Não sei… Mas eu estou com ele bem pertinho de mim todo o tempo!

Bia June 8, 2009 at 13:08

OI Pat,
Estou torcendo por seu gatinho……..
Beijos,
Bia

Gina Pedroso Câmara June 13, 2009 at 14:50

Paty, todo mes eu compro a revista Pequenos caes. Moro num apartamento e tenho três cães Dois eu peguei na rua abandonados, e há dois meses adquiri um Yorkshire mini , tem 1,5Kg.É um fofo. E também estou pensando em não dar mais estas rações caríssimas, pois eles estão engordando demais. Qual não foi minha surpresa quando vi na revista uma ração totalmente Natural chama Naturalis da Total. Falei com os veterinários mas eles sao contra, mas eu vou fazer o que acho que tenho que fazer e vou mudar de ração. Diz a revista que é ma ração 100% natural.Bjs . Melhoras pro seu gatinho.
Paz e Luz
Gina.

doralice oro holz July 5, 2009 at 18:48

Pat!

E então, como está o pequeno Nicolaj? Melhorou? Nós também amamos os bichanos. Temos o Théo(branco) e a Hanna, (preta)já adultos,mais o Tom (fumacinha também) de 4 meses, todos persas. Só alimentamos com ração porque os anteriors morreram envenedados. Infelizmente foi a solução encontrada. Agora, confesso, fiquei preocupada. Vale repensar.

Pat Feldman July 5, 2009 at 18:53

Doralice, o meu Nicolaj está em paz, virou uma estrelinha no céu dos gatinhos…

KÁTIA July 13, 2009 at 8:57

AMEIIIIIIIIIII SEUS GATINHOS PERSAS!!!EU TENHO UMA GATINHA PERSA.ADORO GATOS.QUE ALIMENTAÇÃO NATIRAL VC TÁ FALANDO???O QUE TEM QUE DAR PARA ELES???

KÁTIA July 13, 2009 at 8:57

AMEI OS PERSAS!!!

KÁTIA July 13, 2009 at 9:00

ALIMENTAÇÃO NATURAL PARA GATOS É DAR COMIDA FRESQUINHA FEITA NA HORA COM POUCO SAL E SEM ÓLEO???

Pat Feldman July 13, 2009 at 9:06

Katia, é muito mais que isso! Te recomendo o site Cachorro Verde: http://www.cachorroverde.com.br

Eva Cristiane Pereira October 27, 2009 at 12:15

Olá Pat,

Visitei o site Cachorro verde. Imprimi um monte de coisas tô lendo e organizando uma apostila. Escrevi e a Sylvia respondeu meu e-mail, ela foi uma graça comigo. Então como eu estava falando, tô ainda na fase do estudo, lendo e pensando em como me organizar para começar isso. Estou com uma geladeira muito pequena e não teria como congelar a alimentação deles (3 gatos e um cachorrão),então Vou me organizando e providenciando as coisas aos pouco. Como visitar fornecedores e etc. Como eu falei com a Sylvia, sei que não vou ter nenhum problema com adaptação todos comem legumes, frutas e carne (O Chico comeu frango cozido quando teve diáreia e o Eros ainda bebezinho furtava a comida do Chico) a Sophia (gata) talvez me d~e trabalho pois é uma excessão, muito antipática e seletiva rsss.A cadela se baba toda quando dou nacos de carne crua para ela.
A sylvia tem até uns valores para que possamos usar como referencia, sairia até mais barato do que uma ração super-premio…
Não sei se você teria o arquivo do cachorro verde sobre verdade sobre as industrias de rações, se tiver pode me mandar?
Uma outra coisa, como você consegue produtos organicos? proximo à minha casa tem um supermercado que fornece vegetais com as raizes e folhas (cenouras e beterrabas), como posso saber se são produtos sem agrotoxicos?

Abraços

Adélia April 15, 2010 at 13:58

Também tenho 2 persas. o GAspar que tem 2 anos , e o Oscar que tem 2 meses. Achei que iria ser dificil apresentar o Oscar- bébé ao GAspar, mas ele foi um querido e recebu o Oscar como o seu irmão mais novo. Gostei muti do que escreveu sobre a alimentação. Agradeçia que me especificasse o que começou a dar de comer ao seu gatinho. Não quero que os meus fiquem doentes. E já agora feleicidades para o seu Igor ( que também tem um dentinho de fora como o meu Gaspar)

Bia April 26, 2012 at 19:41

Pat eu sei como é, tenho 5 gatinhos em casa, duas adultas duas de 5 e 6 meses e um machinho lindo amarelo de tambem 5 meses, eu tinha outros dois q iam completar 7 gatos mas dois morreram, como 5 ficou cinco gatinhoa eu os cuido com mt amor e carinho do mundo, a gente cuida tanto , dar tanto amor eu entendo,por dia quase gasto 400 gramas de ração, para eles, mas vão começar uma dieta urgente eu ja estou preparando o bolso porque ja vai vir mais gatinhos e eu vou ficar com eles custe o q custiar!
minha mae ja teve 19 gatos!!

Comments on this entry are closed.

{ 1 trackback }

Previous post:

Next post: