Chips de Batata Doce (e um pouco sobre aprender a cozinhar)

by Pat Feldman on 05/09/2014 · 8 comments

in Acompanhamentos, RECEITAS

Screen Shot 2014-09-05 at 16.39.05Eu sempre detestei batata doce, tenho que confessar, mas de repente eu achei que podia gostar e resolvi testar algumas receitas. A minha primeira boa experiência com batatas doces, pasmem, foi numa papinha dos meus filhos, que de tão gostosa, virou acompanhamento para alguns pratos na minha casa.

Aí um dia, num restaurante muito charmoso, eu experimentei os chips de batata doce e achei delicioso. Como tudo que eu acho delicioso quando como fora, tento preparar parecido em casa, de preferência de forma mais saudável e sem apelar para aditivos industrializados.

Seguir receitas ao pé da letra não é nada difícil. Se a receita está bem escrita e bem explicada as chances de dar errado são mínimas. Mas eu sinceramente não acho que isso seja realmente saber cozinhar! Não me julguem mal, nada contra quem segue receitas ao pé da letra!! É uma boa garantia de acerto afinal de contas!

 Voltando ao restaurante e aos chips, como em muitas outras vezes, resolvi tentar fazer os chips em casa e eu acho que é exatamente assim, por tentativa e erro, que a gente realmente aprende a cozinhar, é assim que a gente se vira na cozinha, improvisa com o que tem na geladeira bem fácil e não só com aquilo que está no livro de receitas e que nem sempre temos na geladeira.

É sempre assim que eu gosto de ensinar as minhas alunas de culinária, nas aulas que dou na cozinha delas. A gente mais conversa do que cozinha, porque uma mesma receita eu transformo em muitas, as alunas realmente aprendem a se virar na cozinha, improvisar com o ingrediente que tem, usando o equipamento que cada uma tem em casa. Cozinha de verdade!

Com esses chips de batata doce eu não acertei de primeira. Da primeira, achando que ganharia tempo, preparei no forno muito alto e não vigiei o suficiente. Resultado: cerca de 90% dos chips queimados e a maior dor no coração de não ter como aproveitá-los… (vocês achavam mesmo que eu sempre me dava bem na cozinha, é?!?)

Se o forno muito forte não deu certo, a próxima tentativa é óbvia: forno médio, e ficar mais ligada no tempo, pra mexer mais vezes e não deixar queimar. E dessa forma deu muito mais certo!

Deu certo, mas ainda não é igual à opção frita, com toda a certeza. Nessas tentativas eu pude notar que a batata doce solta bastante água, o que faz com que ela fique molenga muito mais facilmente do que fica crocante. Se você quiser fritar, pode fazer, desde que use óleo ou gordura de coco (gordura de coco é como se convencionou chamar o óleo de coco desodorizado, fora cheiro e gosto, são exatamente a mesma coisa). Eu não gosto, mesmo o óleo sendo saudável, porque fritura faz sujeira DEMAIS na cozinha, e se a gente começa a complicar, é o primeiro passo pra gente desistir e comprar compro (e nada saudável) no supermercado.

Aqui a minha tentativa mais bem sucedida ficou assim:

Ingredientes:

4 batatas doces médias, orgânicas, assim você não precisa ter o trabalhão de descascá-las

1 colher de sopa generosa de óleo de coco (eu usei o extra virgem, com gosto e cheiro, porque com a batata doce ele combina muitíssimo bem)

sal à gosto (eu só uso ESTE SAL)

Modo de Preparo:

Fatie finamente as batatas doces – se você tiver uma mandolina, essa é a hora de usá-la, facilita muitíssimo o trabalho!

Junte todas as fatias numa travessa funda e junte o sal e o óleo de coco levemente amolecido.

Mexa bem para que todos os ingredientes se misturem e passe para uma assadeira grande.

Leve a assadeira ao forno médio pré aquecido. Aqui em casa os chips ficaram por cerca de 90 minutos, sendo que nos últimos 20 minutos eu subi um pouco a temperatura. MAs a verdade é que cada forno é diferente, esquenta mais ou menos rápido, etc, então o negócio é ficar de olho e ir experimentando!

Aqui em casa os chips ficaram bem crocantes nas pontas e mais moles no centro – endureceram depois de um pouco de tempo fora do forno.

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 8 comments }

Sonia de Noronha Rolins September 6, 2014 at 17:24

Oi Pat! Vou pedir um favor…Não consegui acessar “o sal que voce usa”…e gostaria de saber o que é “mandolina”…. Desculpe o abuso…
Um beijo grande para todos….Sonia
Seus caldos dessa vez irão para Santa Catarina,,,,quando vierem para o Rio ,não se esqueça de mim…..Obrigada.

Pat Feldman September 6, 2014 at 18:09

Sonia, estarei no Rio levando caldos e dando aulas nos dias 7 e 8 de outubro, pode se preparar!

Priscila September 7, 2014 at 9:43

Bom dia Pat! Nessa aula que será ministrada consigo me escrever ou não será aberta ao público? Gostaria de encomendar seu extrato de baunilha para quando vier ao RJ.

Pat Feldman September 7, 2014 at 22:21

Priscila, a aula será aberta ao público. Mais informações em http://www.ateliedasideias.com.br

Priscila September 8, 2014 at 15:01

Ok! Obrigada!

Rose September 8, 2014 at 11:01

Olá Paty, já tentei algumas vezes assar essas batatas chips, mas quebram ao mexer. Você mistura tudo? Sal, óleo de coco e as batatas? Ou dispõe fatia a fatia na assadeira, depois vira para assar do outro lado? Desculpe-me por pedir para detalhar, mas em casa amamos batata doce e variar o jeito de consumir é muito bom! Grata.

Pat Feldman September 10, 2014 at 20:50

Rose, eu fatio, misturo num recipiente com o óleo e demais temperos e só então asso. Costuma dar certo. Poucas se quebram.

Cinthia S Fujii October 16, 2014 at 11:24

Pat, já tentei várias vezes e nunca ficava todo crocante, eis que zapeando blogs de culinária achei o segredo. Depois que as batatas estiverem assadas, não tire do forno. Desligue o forno e só retire de lá, quando o forno estiver frio. Daí não precisa nem mexer as batas doces durante a fornada, no máximo virar a assadeira se o seu forno queima mais de um lado do que o outro. Quando retirei as assadeira assim estavam todas bem crocantes! Bjos

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: