Spaghetti ao molho fresco e a minha reforma…

by Pat Feldman on 11/03/2010 · 27 comments

in Massas, RECEITAS

A minha cozinha está completamente interditada agora. Fogão totalmente inutilizado repousando no meio da sala, geladeira e freezer no futuro quarto do bebê, panelas embaladas espalhadas por onde dá, liquidificador ainda ativo, num cantinho do quarto, banheiro servindo de pia para lavar louça… Ufa, uma verdadeira loucura, que só não incomoda porque estou felicíssima com a perspectiva de uma cozinha novinha em folha, com direito a triturador de lixo orgânico, filtro de osmose reversa (que retira flúor e cloro da água, totalmente desnecessários), bancada bem maior, muitas tomadas para meus inúmeros equipamentos culinários inúteis e indispensáveis.

Está dando um trabalhão correr atrás de tudo – eu tenho um bom empreiteiro, com equipe excelente, mas não contratei nenhuma arquiteta ou decoradora. Está cansativo viver no meio da bagunça e da poeira, com barulho de quebra-quebra toda hora. Mas a parte culinária está divertida, eu adoro desafios!! Nesse calorão o café da manhã nunca precisou de fogão, eu bato um copão de Smoothie super vitaminado e resolvo tudo sujando pouquíssima louça e não precisando de fogão. Os primeiros almoços da semana foram fora, escolhemos a dedo alguns restaurantes participantes da São Paulo Restaurant Week e nos deliciamos. Mas comer fora todo dia não dá! No mínimo não é saudável para o bolso!! No jantar temos optamos sempre por coisas simples, meu filho, que nunca ligou de comer comidas frias, come tudo normal (que eu deixei pré-preparado ou preparo na casa da minha mãe), só que frio, o que com esse calorão não é nada mal. Marido e eu optamos por saladinhas simples e pães de fermentação natural (que eu compro na feira de orgânicos ou na PAO) com queijo, manteiga, salaminho artesanal e frutas. Se a fome aperta, um copão de leite cru resolve o problema!

A minha mãe está realmente chateada que eu não faço absolutamente todas as refeições na casa dela (na verdade eu não comi lá nenhum dia sequer…), que nem é tão longe da minha, mas e a graça do desafio? E a preguiça de sair de casa depois de um dia quente e cansativo?

Hoje eu inaugurei a fase de almoços sem cozinha em grande estilo: Steak Tartar, que eu adoro, meu marido adora e meu filho sempre pede mais. Dando uma rápida lida na receita e comentários, me lembrei também de um delicioso Tartar de Atum, que deve entrar para a lista de receitas viáveis para uma casa sem cozinha. Vou preparar com certeza!

Mas estou mesmo chateada de não ter o tempo que eu gostaria para atualizar o site Crianças na Cozinha. Eu sei que tenho leitores assíduos, que passam por aqui todos os dias e devem estar sentindo falta das novidades, por isso hoje resolvi publicar uma receita que não faço há tempos, mas que já fiz muito e está aprovadíssima, é uma delícia! Essa porção serve cerca de 5 a 6 pessoas, dependendo da fome.

Ingredientes:

5 a 6 xícaras tomates orgânicos sem sementes picados (se você tiver paciência -que eu nem sempre tenho – tire também a casca dos tomates)

1 a 2 colheres de sopa de azeite de oliva-extra-virgem

1 colher de chá de pimenta vermelha em focos (opcional – eu uso, mas só uma pitada)

2 colheres de sopa rasas de alcaparras

3 colheres de sopa de azeitonas pretas picadas (eu costumo comprar uma azeitona chilena, bem grandona, que eu acho a mais saborosa, sem ter sabor acentuado demais)

1 colher de sopa dealho fresco, finamente picado ou amassado

2 colheres de sopa de flhas frescas de manjericão picado

sal e pimenta do reino à gosto

1 pacote de 500g de spaghetti ou outra massa de sua preferência

1 colher de sopa de manteiga

parmesão ralado na hora à gosto para acompanhar.

Modo de Preparo:

Num recipiente grande e fundo (pode ser no próprio recipiente onde você vai servir a massa) misture os tomates, azeite, pimenta vermelha, alcaparras, azeitonas, alho e manjericão. Deixe a mistura descansar tampada, à temperatura ambiente por pelo menos uma hora.

Cozinhe a massa em água e sal até que fique al dente. Escorra a água de cozimento, volte para a panela ocm uma colher de sopa de manteiga rapidamente, apenas para que a manteiga derreta.

Junte a massa bem quente à mistura de tomates, guarneça com um bom parmesão ralado na hora e sirva imediatamente.

Hummm, fiquei com água na boca!! Deixa só o meu fogão voltar a ativa!!!

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 27 comments }

Luciana March 12, 2010 at 1:56

Peraí, Pat. Vc não cozinha o molho? Os tomates ficam crus? Algum motivo porque nao cozinhá-los?

E uma dica pra tirar a casca mais facilmente, é colocá-los todos em água quente por cerca de 1 minuto, que a casca fica soltinha.

Pat Feldman March 12, 2010 at 7:00

O molho é cru mesmo, cozinha rapidamente apenas com o calor da massa. Fica um espetáculo!!!

Jovânia Baltazar March 12, 2010 at 11:31

Pat, fala mais sobre esse filtro, achei bem interessante. É difícil de achar? É caro? Conte-me tudo… Beijos!

Pat Feldman March 12, 2010 at 13:54

Jovânia, não fosse pelos benefícios dele, eu comp certeza já teria desistido… Achei bem caro e meio trambolho debaixo da pia… Vou estudar melhor sobre o assunto, vou refletir bem e ver se compro mesmo ou não. O filtro é caro sim!

Paula ZZT March 12, 2010 at 13:42

hummmm, hora do almoço lendo isso… Só sinto por não poder comer agora… hahaha
Pat, quando der fala mais sobre esse filtro de osmose inversa adorei.
E como já mencionei em outro comentário, mais sobre suas comidas frias, ou comidas para levar… :-)
Bjoks
Paula

Luciana Pinto March 12, 2010 at 14:39

PAt, vc come steak tartar mesmo grávida? Eu adoro, mas fico com receio do risco da toxoplasmose, que pelo que sei existe na maior parte do rebanho brasileiro. bjs!

Maria Christina March 12, 2010 at 15:47

“…Se a fome aperta, um copão de leite cru resolve o problema!”

Esse ano ganhei de presente uma fornecedora de leite de verdade e estou me esbaldando, mas com esse calorão que tem feito não arrisco deixá-lo cru – eu o fervo assim que chega em casa.
Explica prá mim por favor como você consegue deixar o seu leite de verdade cru?

Pat Feldman March 12, 2010 at 16:17

O meu leite vem semi-congelado, e eu guardo todas as garrafas no fundo da geladeira, ligada bem forte, onde é bem gelado. Meus leites chegam a durar uma semana, 10 dias, sem problemas.

Malu March 12, 2010 at 17:43

ola Pat,

nos adoramos salame, mas comemos muito pouco os industrializados, até porque o gosto nao é o mesmo e eu chamo de veneninho. Onde vc compra o salame artesanal?

bjao

Pat Feldman March 12, 2010 at 20:15

Malu, eu compro ou peço para o meu pai trazer de Santa Catarina. Tenho família em Bal. Camboriú e lá, todos os sábados pela manhã tem uma feirinha de produtores locais. Um deles, um alemão bem galego, sempre tem galinha caipiríssima, bacon, salame e linguiça patê artesanais. Uma delícia!!! Nada com certificação orgânica, mas tudo de boa procedência. Eu compro lá há anos e nunca tive problemas!

Se você quiser, trago uns extras para você na minha próxima viagem!

G. March 12, 2010 at 20:29

hummm que delícia!!!
Pat que saudadesssss!
Este filtro me interessou tb, ando perdidaa na compra de filtro… nao sei em qual confiar e toda vez que chamo para trocarem o ‘refil’ o valor é quase de um filtro novo e somos alertados da vantagem de por pouco mais comprar um novo RRR!
bjs mil

Pat Feldman March 12, 2010 at 21:11

Querida, depois te ligo para contar os detalhes desse filtro, e te mando o e-mail que recebi com o orçamento. eia sentada, é caaaaaaaro!!

Camila March 12, 2010 at 22:30

Oi, Pat
Queria esclarecer uma duvida sobre a vitamina B12 (nao tem nada a ver com o post…). Meu sogro esta com uma alergia que foi diagnosticada como falta de vitamina B12. Foi dito a ele que provavelmente a falta de vitamina B12 eh devido ao baixo consumo de carne. No entanto, meu sogro tem problema nos rins e por isso evita ingerir muita carne, em especial, bovina.
Quais as principais fontes de vitamina B12 em alimentos? A vitamina esta presente tambem em peixes e frango? E produtos lacteos?
Qualquer dica que voce possa me dar sera de grande ajuda!
Muito Obrigada!
Camila

Pat Feldman March 14, 2010 at 20:55

Camila, a vitamina B (B12 e outras do complexo B) estão presentes na maioria das carnes. O caldo de carne caseiro talvez fosse uma boa saída para ele. Já pensou nisso? Segundo alguns sites que pesquisei, outros alimentos ricos em vitamina B12 são: grãos integrais (não esqueça de pré-fermentá-los), espinafre, beterraba, gema de ovos caipira, batata-doce, brócolis, amêndoas, nozes, aspargos frescos, etc…

Flavia March 13, 2010 at 9:12

Pat, você usa o tomate com a casca e as sementes? Corta ele em pedacinhos? Flávia

Pat Feldman March 13, 2010 at 12:34

Na maioria das vez com casca (preguiça…) mas sempre sem sementes!

Alan March 13, 2010 at 11:36

Queria ler manual deste tal filtro; precisam trocar nem limpeza nele?

Malu March 15, 2010 at 20:09

Nossa PAt, eu adoraria!! Me avisa como podemos fazer. Só de pensar fico agua na boca.

Beijao grande

paty July 4, 2010 at 15:43

Pat, sua cozinha ja foi reformada Estou pensando em reformar a minha mas estou em duvida por conta da poeira, pois tenho um bebe de 7 meses… Tem como me dizer quanto tempo demorou e postar umas fotos de como ficou o seu espaço! Beijos

Pat Feldman July 4, 2010 at 19:49

Paty, o tempo de reforma depende muito do tipo de reforma que você fará e dos profissionais que vai contratar. Aqui em casa tenho uma cozinha média, nem muito grande e nem muito pequena, e peguei profissionais super competentes e eficientes, então contando cozinha, área e banheiros, tivemos pouco menos de 2 mesesde muito quebra, poeira e bagunça. Não é um exagero de tempo, e no meu caso foi tranquilo porque eu isolei essa parte da casa totalmente.

Mas faz poeira, é muuuuuuuuita poeira!!! Não sei se é uma boa encarar uma reforma dessas com um bebê tão pequeno em casa, a não ser que você tenha casa de mãe ou sogra para escapar por uns dias.

Depois da obra propriamente dita vêm a mobília, acabamentos. Comprei novos armários para a cozinha, barras de apoio, etc. O pessoal da loja foi legal e entregou mais ou menos no prazo, porém algumas peças vieram defeituosas e precisaram ser trocadas. Isso é meio chatinho e a gente precisa cobrar para que venham logo. Muito bom ver tudo novinho, mas cansa e dá trabalho, não posso mentir! No meu caso entretanto, o prazer de ver tudo renovado compensou.

Ainda estamos em fase de acabamento. Faltam algumas portas de armário, toalheiros, 2 tampos de pedra para apoios laterais do fogão e uma arrumada no piso de uma parte do corredor. Armários chegarão, inclusuve depois que o bebê já tiver nascido, mas como a montagem é coisa de 1 dia ou dois, a gnete “foge” o dia todo de casa e não temos dor de cabeça!

Estou doida pra exibir minhacozinha nova, mas só vou fotografar em definitivo quando ficar tudo exatamente pronto!

Quer um conselho desanimador? Espera tua bebê crescer um tiquinho mais antes de reformar…

Cris February 4, 2011 at 0:07

Ola Pat,
Estou procurando um filtro de osmose reversa no Brasil mas nao sei qual marca eh melhor. Vc poderia me falar se esta gostando do seu e qual o fabricante? Obrigada~

Pat Feldman February 4, 2011 at 6:01

Cris, no fim fiz algumas pesquisas acabei esperando um pouco para comprar o filtro de ormose reversa, que continuo acreditando ser a melhor opção, mas que ainda tem um custo muito alto para instalação e manutenção.

Andrea June 30, 2013 at 20:30

Pat.. pareceu que vc usou macarrão de trigo refinado nesta receita… entre macarrão de trigo integral, que possui os antinutrientes (é assim que escreve?) e o macarrão refinado, vc opta pelo refinado em suas receitas???

Pat Feldman June 30, 2013 at 20:50

Sim Andrea, opto pelo refinado, que se a gente não comer toda hora, em exagero, é melhor porque já não contém os antinutrientes. Se fosse pra fazer macarrão integral, teríamos que primeiro germinar o trigo e secar ou pre-fermentar a farinha e só então fazer a massa.

Andrea June 30, 2013 at 20:53

muito obrigada Pat…

Andrea T. April 6, 2015 at 19:54

Boa noite Pat,
Acompanho há um bom tempo seu blog, gosto e recomendo!
Não sou a mesma Andrea que comentou ai a cima, mas minha dúvida também é referente a farinha e massa, sempre deixo grãos de molho para tirar antinutrientes, mas a dúvida é:
1- se eu deixar o grão de trigo germinar e secar não éé necessário fermentar a massa!?! Ok?
2 – se eu comprar farinha trigo integral orgânica moida, posso fazer apenas processo de fermentação e minha massa fica sem antinutrientes?

Gosto de fazer massa caseira, como minha avó e minha mãe faziam, vários tipos talharim, capeletti, ravióli.

Pat falando em massas sabe me dizer o seguinte, se eu fizer aquele processo de pão antigo de fazer meu fermento com farinha deixar aqueles 3 dias depois fazer a massa deixar mais umas 12 horas e só então assa, será que neste
processo (assim como se dá com o queijo de leite cru) as bactérias boas “comem” parte do glúten?

Muito obrigado,

Andrea

Andrea T. April 6, 2015 at 19:58

Desculpem os erros na escrita estava com pressa e o teclado do tablet é ruim para digitar.

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: