Bolo de Coco com raspas de laranja

by Pat Feldman on 21/06/2011 · 29 comments

in Bolos, Café da Manhã, Lancheira da escola e dos passeios, RECEITAS, Sobremesas

Quem me acompanha no Twitter está sabendo direitinho que minhas últimas semanas não foram nada fáceis aqui em casa. Nada com o bebê, que é super bonzinho e não dá trabalho algum.

Caso sério são os prestadores de serviço de hoje em dia!

Primeiro é o técnico do fogão, que vem para uma manutenção de rotina, e ao invés de melhorar, piorou tudo quebrando o vidro da porta do forno e me deixando sem forno por 20 dias (e só trouxe de volta debaixo de muito escândalo e ameaça de processo!!), depois o meu aquecedor a gás novinho em folha resolveu quebrar. Os armários encomendados, uma novela à parte. Além de passarem do prazo de entrega, a montagem se arrastou por quase uma semana, por conta de peças defeituosas ou faltando e medidas erradas. Essa novela ainda não acabou, mas o pior já passou.

Com tanta confusão, minha cozinha ficou praticamente parada. Eu cozinhei em casa sim, do jeito que dava, mas não inventei nada de novo, não arrisquei muita coisa, até porque qualquer erro poderia me deixar ainda mais mal humorada… Nesses dias, muitas saladas, frutas e arroz com feijão caseiro e delicioso. Não faltou também caldo de carne: foram 3 rodadas em menos de duas semanas!! Muitas encomendas!!

Mas hoje, com quase tudo pronto (“quase”, eu simplesmente não aguento mais esse “quase”!!!), me animei de testar uma receita nova. Um bolo branco (bem, ele ficou mesmo bem amarelo, por causa das gemas caipiras) preparado com a farinha de coco, da Finococo, perfeito para quem tem restrições ao glúten.

Essa receita é uma adaptação minha de muitas receitas que pesquisei por aí, em livros e na internet. Ficou assim:

Ingredientes:

6 ovos caipiras

1 xícara de iogurte natural integral (para quem tem algum tipo de alergia, é só trocar pelo leite de coco caseiro)

1/3 de xícara de mel

1 colher de sopa de extrato natural de baunilha

1 colher de sopa de raspas da casca de laranja (casca de mixirica também me parece uma opção apetitosa)

1 xícara de farinha de coco

1/2 colher de chá de fermento em pó

óleo de coco, o suficiente para untar uma assadeira pequena

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180 graus (forno médio)

Junte todos os ingredientes, menos o fermento, no liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea.

Junte o fermento e bata mais um pouco.

Transfira a mistura para uma assadeira redonda não muito grande (a minha tem uns 20cm de diâmetro) e asse em forno médio por cerca de 30 minutos ou até enfiar um palito e ele sair limpo.

Se você resistir, deixe esfriar por cerca de uma hora antes de servir.

Sirva puro ou com frutas ou com chantilly probiótico ou com compota de frutas.

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 23 comments }

Lívia September 15, 2010 at 19:10

É engraçado, Pat, a Neide Rigo fez bolo de farinha de côco essa semana também, da mesma empresa. Isso só pode ser um aviso! Beijão

Pat Feldman September 15, 2010 at 22:13

Engraçado mesmo, principalmente porque eu não vi… Costumo acessar o blog dela com bastante frequencia, mas dessa vez pulei o bolo!! Vou lá xeretar a versão dela!

ELLEN September 15, 2010 at 22:58

PEDI O MEU PRIMEIRO ÓLEO DE COCO E FARINHA DE COCO, JÁ ESTOU USANDO O ÓLEO DE COCO, E A FARINHA VOU USAR AMANHÃ PARA FAZER O BISCOITO DE QUEIJO E COCO QUE VOCÊ FEZ.
ABRAÇOS

Sayonara September 18, 2010 at 14:34

Pat
Experimentei e adorei a farinha de coco da Finococo. Usei assim:
-com bananas bem madurinhas amassadas, uma delícia!
-adicionei ao iogurte natural juntamente com melaço de cana, uma pitada de cúrcuma e um pouquinho de canela. Muito bom e saudável!
Vou experimentar esta sua receita….
Culinária saudável é isto, trocar idéias, experimentar, usar a criatividade e deliciar-se com o que é verdadeiramento nutritivo e benéfico.
Beijão p/ você e familia
Nara

Maria Christina January 23, 2011 at 8:53

Bom Dia!

Farinha de Coco – como e onde consigo isso?

Vanessa February 8, 2011 at 10:36

Oi Pat!

A farinha de coco pode ser aquela sobra de quando fazemos o leite de coco?
bjin

Pat Feldman February 8, 2011 at 11:33

Seca no forno, tritura bem no liquidificador e acho que dá certo!

Val February 14, 2011 at 8:58

Bom dia Pat, pode me explicar melhor como fazer a farinha de coco em casa? Não encontrei para comprar. Bjs

Silvia June 24, 2011 at 17:22

Gente, eu fico com água na boca e louca pra experimentar a farinha, mas o preço é proibitivo! :-( Por que será? O processo é artesanal?

Pat Feldman June 24, 2011 at 17:40

silvia, acho que ainda é muito caro – e é muito mesmo – porque a produçao e a procura sao muito pequenas. essa farinha ainda é muito distante da farinha de coco que vi nos estados unidos, quase tao fininha como uma farinha de graos. dá pra substitui-la por coco fresco ralado fininho e seco lentamente no forno. dá mais trbalho, mas é bem mais barato.

Tita June 28, 2011 at 5:09

Olá Pat.
Já faz um tempo que estou tentando mudar o tipo de alimento que tenho consumido e seu site ajuda muito a conhecer outros alimentos. Bem, adorei a receita desse bolo e por curiosidade sobre o comentário da Silvia que fala sobre preço da farinha de coco cliquei no link que nos leva até a Finococo; e fiquei decepcionada que para conhecer o preço do produto eu tenha que fazer cadastro com CPF. Porquê ao clicar sobre o “Compre Aqui” preciso me cadastrar?? E se eu nunca mais voltar lá, porque eles precisam ficar com todos os nossos dados( nome, telefone e endereço)?
Pat sei que você não tem nenhuma responsabilidade sobre isso, mas ajudaria muito mais se você indicasse outros pontos de venda online que fossem mais simplificados.

Pat Feldman June 28, 2011 at 7:11

tita, a casa santa luzia vende a farinha de coco em sua loja física – é onde sempre compro. imagino que também tenham o produto na loja virtual – http://www.santaluzia.com.br

dani July 9, 2011 at 20:54

Oi Pat!
Ja fiz essa receita diversas vezes e o bolo maio que separa em duas camadas, embaixo parece que fica um omelete e encima a farinha de coco…o que estou fazendo de errado?
Bjs!

Pat Feldman July 9, 2011 at 23:14

dani, acredita que das duas últimas vezes aconteceu o mesmo comigo? acho que podem ser dois problemas – forno de menos e iogurte demais… quando tentar de novo, te conto.

Karen September 12, 2011 at 18:46

Oi Pat, hj fiz o bolo seguindo a receita direitinho, mas ficou parecendo o tal omelete em baixo e em cima o coco quase todo. As minhas visitas acharam gostoso> Eu achei que 1/3 de copo de mel foi bem doce pro meu paladar, da proxima vez vou usar menos, mas as visitas gostaram e acharam com cara de pudim em baixo. Mesmo assim, pra mim ficaria mais gostoso se ficasse mais homogeneo. Vc ja descobriu onde é que tem que se mexer pra acertar as proporcoes pra nao ficar assim?

Pat Feldman September 12, 2011 at 20:24

karen, eu tenho a impressao de que é preciso ‘secar’ a receita um pouco. ela está úmida demais, e acaba ficando ocm jeito de pudim…

Tanila June 21, 2012 at 9:12

Acabei de tirar o meu do forno e ficou pudim tb….
Qual sua dica pra seca mais a receita?
Aqui usei leite de coco (alergia lactose), e fava de baunilha no lugar do extrato…
Sugestão???

Tanila

Vanessa September 28, 2011 at 12:51

Oi Pat, vi essa receita de farinha de coco e vim aqui correndo te contar:

http://megustaestarbien.com/harina-de-coco-como-se-hace/#comment-1246

Dá um pouquinho de trabalho, mas parece muito fácil de fazer. Para quem não encontra a farinha já pronta ou acha muito caro.

Pat Feldman September 28, 2011 at 18:58

Adorei, Vanessa!!! Vou usar todo meu não conhecimento de “portunhol” e traduzir essa receita para publicar aqui no site Crianças na Cozinha, porque realmente o preço cobrado por essa farinha de coco está abusivo!

Maria Cristina September 30, 2011 at 12:03

Oi Pat

Como sou bastante curiosa, fui lá ver o site que a outra leitora recomendou em espanhol.

Legal, é bem fácil de fazer, é o mesmo processo que você faz com a farofa de coco, o polpa sobrante do leite de coco.

A dica que ela dá para obter a farinha mais sequinha, é na hora de preparar o leite de coco, na seguinte proporção: 1 e 1/2 xicara de agua quente (sem ferver) para 2 xicaras de coco ralado, é justamente colocar a agua quente com a polpa e deixar descansar alguns minutos, para a agua derreter a gordura do coco e assim fica a polpa sem a gordura. Depois bate no liquidificador e coa num pano, espremendo bem para tirar toda a umidade e gordura possível.

Com a polpa sobrante, coloca na travessa e leva ao forno a 100º por 3 a 4 hs, até secar completamente, ficar amarelinha e não grudar mais nas mãos.

Ali e só deixar esfriar e passar no processador, quanto mais se processa mais fininha fica, e só fazer como preferir.

Pode guardar em pote fechado hermeticamente, e usar como outras farinhas, ela diz ainda que não é boa para espessar molhos, mais que fica ótima para biscoitos e bolos.

Tem que tomar cuidado e ir virando a polpa de vez en quando para não queimar. Quanto mais gordura tiver a polpa mais demora para secar completamente.

Legal, vou fazer, já que acho essa farinha nacional, super cara, sendo que tem coco a vontade aqui, não ?

E também dá outra dica, fala que as farinhas de coco industrializadas, são tanto o mais nocivas que as de trigo porque levan um processo branqueador, já que ao torrar o coco no forno ele fica amarelo, então ela recomenda não usar.

Beijo

Anamaria do Val November 10, 2011 at 19:44

Oi Pat! Já fiz essa receita algumas vezes e não ficou parecendo pudim, não, ficou um bolo muuuuito gostoso. Não sei dizer o que fiz de diferente, só segui sua receita. O único problema é que na hora de desenformar é muito dificil não quebrar! Untei com oleo de coco, grudou tudo. Untei com manteiga grudou um pouco menos, mas grudou, quebrou o bolo….ai que dó! Mas ficou uma delícia! Se tiver alguma dica, me fale, tá? Beijos

rosa maria carreira February 2, 2012 at 0:33

Olá queridas, que tem crianças pequenas e estão pesquisando mais sobro o coco.
Sou vovó, e quando era criança meu pai batia cocos no liquidificador, coava e nos oferecia no lugar do leite de vaca, isto começou porque nasci vegetariana, numa família que cosinhava com gordura de porco e antigamente o povo comia mais carne, colocavam carne em tudo. Aos poucos meu pai foi introduzindo o leite de coco o qual ajudou-me muito tendo em vista que eu não aceitava alimentos animais. E ele fazia a gente lavar os cabelos com o leite de coco..assim…aquele farelo que sobrava do leite, ele fervia bastante, coava e depois de lavar os cabelos enxaguávamos com aquela água do farelo do coco. Nós 4 filhas temos os cabelos muito bonitos e papai dizia: tomem o leite de coco pois nunca terão vermes.Meu pai era dentista mas estudou medicina também, contudo sempre nos cuidou com alimentos mais naturais..por exemplo..eu pegava pétalas de rosas brancas do nosso jardim e comia com coco ralado…achava uma delícia, meus irmãos não, eles preferiam carne..tive a sorte de ter um jardim com flores comestíveis e o coco dava o gostinho bom em tudo. Sempre fui muito elogiada por ter pele, cabelos e unhas bonitas! Tive muita sorte também pois o diretor da escola onde estudei em Franca propunha uma educação naturalista e ele, o Dr. Tomás Novelino, era médico e fazia remédios, sua filha, também médica Alcione Novelino, na vila Mariana também tem a mesma proposta – remédios mais naturais e alimentação…
Procurem no Gogle Alcione Novelino, ficaram encantadas. amanhã vou fazer o bolo para meus netos!
Beijos

Sou Rosa Maria Carreira, francana mas moro em SAMPA há 40 anos

mirella amado February 5, 2014 at 22:49

Oi Pat, adoro seu site, amo suas receitas e sempre que posso faço algumas.
Mas hoje, menina, fiz o bolo de coco com raspas de laranja…O QUE ? ISSO…ficou divinooooooooo. Só acrescentei mais meia xícara de farinha de coco e 1 xícara de polpa de coco fresco que sobrou do leite de côco. Ficou fofinho, molhadinho e muuuuuuuuito saboroso.
Beijos e muito sucesso com o novo desafio na cantina da escola do seu filho.

Comments on this entry are closed.

{ 6 trackbacks }

Previous post:

Next post: