Qual a melhor panela?

by Pat Feldman on 03/11/2014 · 62 comments

in ARTIGOS, MAIS..., Utensílios de cozinha

TiposDePanelasUma alimentação verdadeiramente saudável envolve muito mais do que ingredientes e modo de preparo. É claro que uma boa matéria prima, ingredientes naturais e um modo de preparo cuidadoso são fundamentais no quanto um alimento será saudável ou não, nos fará bem ou não.

Mas você já parou para pensar que a panela que você usa para preparar a sua comida também pode fazer muita diferença?

CLIQUE AQUI para se cadastrar e receber novidades da minha cozinha em primeira mão!!!!

Talvez seja difícil perceber que o material da panela que você usa faça tanta diferença assim na sua saúde, já que os efeitos não são notados a curto prazo. Comer comida preparada nessa ou naquela panela não te faz cair doente logo depois da refeição. As reações acontecem a bem longo prazo, substâncias tóxicas se acumulando no seu organismo, uma quantidade desprezível a cada dia, acabam resultando num acúmulo indesejável de coisas ruins, e esse acúmulo sim pode causar males à nossa saúde.

O assunto é longo, mas hoje eu vou falar resumidamente sobre os principais materiais encontrados nas panelas do mercado, suas vantagens e desvantagens. Para quem me acompanha aqui no site há tempos, já sabe que a minha preferência é pelas panelas de ferro.

Ah, e antes que me perguntem, panela de pressão, não importa o material, não deve ser usada por quem gosta de uma comidinha bem preparada, gostosa e de fácil digestão. CLIQUE AQUI e leia o que já escrevi sobre o assunto.

Alumínio: fácil de encontrar e vendida por um preço acessível, aquece rapidamente a comida, é leve e fácil de manipular. Por outro lado, com o tempo, sua forma pode se alterar e, com o uso, ocorre a liberação de alumínio, material comprovadamente ligado a doenças como o Mal de Alzheimer e câncer. Meus pais tinham essas panelas antigamente, e mesmo sem saber que fazia mal, nunca fui muito fã delas, porque eu adoro cozinhar, e adoro mais ainda cozinhar com peças bonitas.

Antiaderente: rápido aquecimento, fácil de limpar e possibilita menor uso de gordura. Com o tempo, o antiaderente se desgasta e isso pode promover a formação de substâncias pouco seguras –  não deve ser usada para preparar alimentos protéicos como carne, ovo, leite e iogurte. Quando me casei ganhei, a meu pedido, um jogo de panelas antiaderente. Eis que com o tempo, fui pesquisando e descobrindo sobre as enormes desvantagens e perigos da camada antiaderente, que nada mais é do que um plástico, e o que há por baixo dela – o alumínio citado acima.

Aço-inox: fácil de limpar, mantém o calor do alimento e tem maior durabilidade. No entanto, são panelas mais caras, que liberam níquel nas primeiras vezes em que é usada e o material risca e pode escurecer com o tempo. A recomendação é ferver água nessas panelas por 3 vezes antes de iniciar o uso normal na cozinha. A liberação do níquel pode ocorrer mesmo depois, especialmente no cozimento de alimentos ácidos, como molho de tomates e marinadas à base de limão. Assim que descobri sobre os malefícios do antiaderente, optei pelas panelas de inóx e até hoje tenho várias delas em casa, mas procuro evitar o preparo de alimentos ácidos nela. Vivendo e aprendendo!

Ferro: preço baixo – dependendo da marca e acabamento -, durabilidade, mantém o calor do alimento e é fácil de limpar. Porém, elas são pesadas e podem interferir na cor e no sabor dos alimentos. Já existem modelos mais modernos em que o ferro é tratado de forma a não alterar em praticamente nada o sabor dos alimentos. São modelos mais caros, mas de altíssima durabilidade, panela para a vida toda! Eu sou fã número um e não troco minhas panelas de ferro por nada nesse mundo!!

Vidro: boas por serem completamente atóxicas e aquecerem rapidamente os alimentos, elas são mais caras e atualmente impossíveis de achar no Brasil. O inconveniente é que o vidro, mesmo o das panelas, que é bem grosso, é um matéria quebrável, portanto a mínima falta de cuidado pode causar acidentes. O fato de ficarem muito aquecidas é simples para quem já está habituado às panelas de ferro.

Cerâmica: apesar de serem um pouco mais caras que as outras panelas, o investimento vale a pena, já que são fáceis de limpar, antiaderentes e conservadoras de calor. Mas atenção para uma certificação que aponte para a utilização de materiais atóxicos na fabricação. Pesquisas realizadas em Israel afirmam que a tinta presente em panelas não certificadas pode conter chumbo ou cádmio, que se desprendem durante o preparo dos alimentos. Além disso, demora mais tempo que o normal para esquentar, o que faz com que o consumo de energia aumente; Da marca que conheço aqui no Brasil não tenho informação sobre a tinta usada. Melhor pesquisar antes de comprar.

Pedra sabão: naturalmente antiaderentes, libera cálcio, magnésio e ferro. Mantém o aquecimento, porém cozinha lentamente. Os problemas desta panela são seu peso, fragilidade e a dificuldade de ser encontrada em algumas partes do Brasil. O peso das panelas já é um assunto que não me incomoda há tempos. Imagina que delícia poder fazer musculação enquanto cozinha!!! (risos)

Barro: essas panelas mantêm o alimento aquecido por mais tempo e podem ser usadas tanto na chama do fogão como no forno. Porém, são pesadas, o aquecimento é lento e a adesão’de sujeira é maior; Essas são charmosas, mas eu definitivamente não tenho boa experiência com elas… Tive uma e a tampa quebrou do nada, sem bater em nada. Ainda bem que foi a tampa, e não a panela quente e cheia de comida, mas ainda assim traumatizei e não uso mais, nem recomendo!

Cobre: assim como as inoxidáveis, as panelas de cobre são boas condutoras de calor. Mas não podem ser utilizadas para cozinhar todo tipo de alimento. Ao entrar em contato com o sal ou alimentos ácidos como tomate, limão e vinagre, o cobre pode se desprender da panela. Fique atento sobre que tipo de comida é feita nesse tipo de panela. A intoxicação por cobre pode causar náusea, dores abdominais, problemas gastrointestinais e, em longo prazo, danos aos rins e ao fígado. A vantagem é que pode ser reciclada; Algumas marcas oferecem revestimento interno de inóx, o que minimiza os riscos de contaminação.

Titânio: Esse tipo de panela é mais recente e moderno e, por isso, mais cara. Eu não consegui achar muita informação sobre essas panelas, mas se diz por aí que as panelas de titânio também podem ser usadas para guardar a comida depois de pronta – e se isso realmente for verdade, é uma ótima maneira de economizar louça suja. O titânio é usado pela indústria, inclusive, para revestir as panelas de cobre e evitar que esse elemento se misture à comida em seu interior. Elas não exigem a fervura que recomendamos nas panelas de aço inox, pois não há liberação de material na comida.

Conheça também as nossas redes sociais:

Instagram: @pfeldman

Facebook: Comida de Verdade, por Pat Feldman

Periscope: PatFeldman

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 62 comments }

Lena November 3, 2014 at 19:06

Oi, este assunto me interessa. Não consigo acertar com panelas. Já tive de inox que agarra a comida, já tive antiaderentes que em pouco tempo não funcionam. Tenho uma de pedra sabão que adoro, mas no dia a dia é realmente pesada.Uso para pratos mais demorados e especiais. Enfim… um utensílio complicado hoje. Acho que tem muita enganação e um pouco de falta de cuidado nosso também. Na minha casa muita gente usa, então, tenho que ficar monitorando…E todas tem uma contraindicação. difícil…
Um abraço

Milene November 4, 2014 at 7:10

bem confusa…..e qual seria a panela, se todas ou liberam algo tóxico ou são caras ou pesadas….Não podemos ter panelas “seguras” com um preço acessível?
difícil mesmo. …

Pat Feldman November 4, 2014 at 7:26

Milene, aí é o problema do comércio, né…. Eles sabem o que estao vendendo e botam o preço que querem… Infelizmente…

Josicleiber Medeiros March 11, 2015 at 9:02

Nem todas liberam alguma substancia. Como foi citado, há aquelas que liberam substancias boas (ferro e pedra sabão) e outras que liberam substancias nocivas (aluminio, antiaderente, inox, cerâmica e cobre) e ainda aquelas que não liberam nada (barro, vidro e titânio). Minha ultima aquisição foi um conjunto de panelas de titanio, adorei e recomendo. Realmente sao dificeis de encontrar, encontrei apenas na feira Brasil Mostra Brasil.

Milene November 4, 2014 at 7:47

então….mas para vc, qual seria o melhor material para a panela, no quesito segurança e qualidade? O comércio já sabemos como funciona. Só estou desconfortável com seu post em relação a não haver panela, de fato, segura. A não ser que a pessoa gaste muito, o que não me parece viável para a maioria (e mesmo assim não me garante saúde)

Pat Feldman November 4, 2014 at 11:23

Milene, aqui em casa tenho panelas de ferro e inóx. São minhas favoritas em todos os sentidos. A de ferro é pesada, mas já acostumei!

Mia Teixeira November 4, 2014 at 8:38

Oi, Pat! Obrigada pelo seu empenho em aprender e transmitir essas informações. Já estive nessa busca e realmente, apesar de ser muito gostoso aprender coisas novas, demanda muito esforço, tempo e dedicação. Obrigada por compartilhar todo esse esforço com a gente.

Queria lhe pedir uma ajuda providencial: precisei mudar de cidade, de Estado mesmo, com meu filho adolescente e praticamente refazer a vida, a casa, tudo, enfim. Entre essa busca está um novo conjunto de panelas. Queria muito montar um jogo com peças avulsas que servisse a duas pessoas e que tivesse peças úteis e diversificadas. Tipo o que você recomendou: uma serve pra molhos, outra pra fritura, outra ainda pra proteínas, pra arroz… Tenho acesso a panelas de ferro, de pedra-sabão, de barro, inox, tudo em tamanhos variados. Inclusive variedade de tabuleiros, formas, refratários… Só preciso muito saber o que escolher e sua utilidade. Como seriam panelas e utensílios pequenos, só pra dois, não acredito que ficaria muito caro montar um conjunto prático e útil.

Se puder me ajudar, pat, eu lhe agradeço muito! Um abração!

Mia Teixeira

Andréa November 4, 2014 at 9:28

Se a panela for de ferro esmaltado, isso quer dizer que o ferro é tratado de modo a não alterar o sabor do alimento?

Pat Feldman November 4, 2014 at 11:21

Andréa, eu não gosto do esmalte, não consigo descobrir a composição, mas me soa muito químico e prejudicial…. As minhas panelas de ferro não são esmaltadas e eu não sinto diferença alguma no gosto da minha comida, a não ser pra melhor!

Carla Nóbrega April 21, 2015 at 11:01

Olá Pat,

Estou pesquisando entre as marcas Staub e Le Creuset, e a informação do próprio fabricante é “El esmaltado negro mate en el interior ” elas são esmaltadas sim…mas ainda sim, são seguras, segundo a própria marca.
Obrigada pela variedade de informações à respeito das panelas…..tenho 2 refratários da Le Creuset e não troco por nada desse mundo, são excelentes e extremamente fáceis de limpar !

Pat Feldman April 25, 2015 at 17:06

Carla, eu não consigo “engolir” o tal do esmalte, até porque ninguém que vende a panela soube me dar detalhes sobre ele. Até por isso evito a Le Creuset – gosto de saber exatamente o que tenho em mãos! Também já tive a oportunidade de usar a marca na casa de diversas clientes e definitivamente não gostei, impliquei e elas não deram certo na minha mão….

Roberta November 4, 2014 at 10:07

Pat, as suas de ferro são Staub, certo?
Prefere Staub a Le creuset? Tem algum lugar do mundo onde o preço delas é amigável? rsrsrs
Obrigada por suas pesquisas, sempre! <3

Roberta November 4, 2014 at 10:14

Ah, quero complementar o comentário! ehheheheh
Sabe aquelas La Cuisine do Shoptime? Será que vale a pena? O valor é bem mais acessível…

Pat Feldman November 4, 2014 at 11:09

Essas eu não conheço, então prefiro não opinar.

Pat Feldman November 4, 2014 at 11:07

Roberta, uso Staub, mas já usei Le Creuset em casa de clientes e DETESTEI! Por diversas razões! A Zwilling aqui em SP costuma ter bazares semestrais onde o preço das panelas cai bastante, chega mais próximo do razoável. Ainda é caro, mas é panela pra vida toda!! As minhas tem 5 anos de uso intenso e estão como novas.

Roberta November 4, 2014 at 12:59

Ah, ok! Muito obrigada! ;) (só a título de informação, fui olhar no site do shoptime e elas são brancas por dentro, acredito que esmaltadas, parece ágata. não confiei, vou esperar o bazar.) :*

Tatiana December 10, 2015 at 12:53

Pat,

Onde fica esse bazar da Zwilling?

Pat Feldman December 11, 2015 at 19:14

Na loja da rua Oscar Freire, aqui em SP.

Erika Mesquita November 4, 2014 at 10:49

Olá Paty! E o que você acha da panela esmaltada, que era a indicada para fazer a comida do bebê!

Pat Feldman November 4, 2014 at 11:05

Erika, não sou muito fãde esmaltadas… Para os meus, usava inóx ou ferro.

Fabiana Bertini November 13, 2014 at 13:39

Oi Pat! Estou sinceramente inclinada a experimentar uma panela da Staub e a comprar uma slow cooker elétrica, então estive pesquisando sobre materiais. Li neste artigo (http://www.thehealthyhomeeconomist.com/the-health-hazards-of-cast-iron-pans/) sobre os perigos de excesso de ferro no organismo. Vc tem alguma informação sobre isso? Obrigada!

Pat Feldman November 19, 2014 at 13:43

Eu já li não esse artigo, mas outros e acho que é válida a preocupação. Mas sinceramente, há taaaaaantos outros riscos piores com outros materiais, que ainda prefiro o ferro!

Gabriela November 15, 2014 at 22:01

Oi Pat, uso muito as panelas de barro, e fiquei na dúvida quanto à não recomendação delas: seria por causa da difícil limpeza ou por sua má experiência com elas? Sou muito fã do blog, parabéns!!!

Pat Feldman November 17, 2014 at 1:01

Gabriela, eu acho a Panela de Barroso Ótima, mas como dei azar com a minha, acabei deixando de usar!

Gabriela November 20, 2014 at 8:34

Obrigada por responder! Abraço!

Aline November 20, 2014 at 6:00

Oi, paty. Pq vc não gosta da lê creuset? O que a staub tem de melhor?? Vc conhece uma marca alemã chamada silit? Ela tem um material chamado silargan. Promete não grudar os alimentos na panela. Acabei comprando um jogo, mas me decepcionei. Super gruda e ainda e difícil de limpar. Obrigada pelas informações e parabéns pela iniciativa.

Paulo Henrique September 11, 2015 at 0:42

Também tenho o jogo da Silit. As panelas são excelentes na condução do calor e são muito saudáveis, mas realmente grudam muito e são dificílimas de limpar.

Ale February 28, 2015 at 19:44

Olá Pat! Gosto muito de suas dicas, e estou à procura de modelos de panelas pra renovar minha cozinha. Fiquei com uma dúvida!!!! Você disse que não usa panela de ferro esmaltado, mas fui olhar a marca stalb no próprio site, e diz que é ferro fundido esmaltado. É isso mesmo?

Pat Feldman February 28, 2015 at 21:08

Ale, o exterior dela é esmaltado – uma liga de vidro colorida. O interior é ferro como se deve!

Adriano December 22, 2015 at 20:04

Pat, segundo informações do proprio site da Staub (http://www.staub.fr/pt/ferro-fundido-esmaltado.html) toda a linha possui esmalte também no interior :

>>Interior em esmalte preto fosco com composição especial<>O interior de todos os utensílios Staub é esmaltado com acabamento “preto fosco”.<>Material: Interior em esmalte preto fosco com composição especial. Ferro fundido. Exterior comportando ao menos duas camadas de esmalte colorido.<<

Logo, ao usar produtos Staub também estamos utilizando uma panela esmaltada cuja composição do esmalte não é especificada.

Pat Feldman December 25, 2015 at 11:10

Adriano, conversando com o pessoal técnico da marca, eles me contaram que o esmalte é feito de uma liga de vidro – já sei disso desde a primeira panela, por isso optei por ela.

Deise March 12, 2015 at 17:42

Pat,

Qual marca você indica para as panelas de INOX ?

Pat Feldman March 12, 2015 at 20:21

Deise, aqui em casa eu tenho umas genéricas de fundo triplo e outras da TRamontina, também fundo triplo, que gosto muito.

Mayara May 26, 2015 at 11:09

Ola Pat, primeiramente parabens pelo site!
Saber se você tem informações quanto às panelas de ferro, pois andei pesquisando e todas elas são pintadas com alguma tinta para dar acabamento. Um dos realizados da Staub num vídeo comercial no youtube diz “tinta especial”, enfim, estou achando muito dificil encontrar informações sobre esse acabamento. Vc sabe algo sobre isso?

Pat Feldman May 27, 2015 at 10:38

Mayara, até onde eu sei – e uso – as panelas da Staub são pintadas apenas por fora, com uma liga de vidro. Por dentro são apenas ferro.

Helena May 27, 2015 at 10:44

Olá Pat,
Eu uso muito panelas de barro e pedra, pois moro em Belo Horizonte e essas panelas são fabricadas aqui na região (entre BH e Ouro Preto).
O que vc acha?
abraços e obrigada
Helena

Pat Feldman May 27, 2015 at 19:10

ADORO!!

Helena June 6, 2015 at 8:56

Ah, que legal!
Vc tem panela de pedra?
beijos
helena

Pat Feldman June 7, 2015 at 9:31

As minhas panelas são de ferro e inox predominantemmente. Tenho uma de pedra sabão.

MARIA CRISTINA June 21, 2015 at 16:05

E como você definiria as panelas la cuisine. As panelas la cuisine da shoptime são de boa qualidade?

Pat Feldman June 21, 2015 at 21:28

Não as conheço Maria Cristina!

Fernanda June 21, 2015 at 22:28

Pat, tem alguma marca de panela de ferro que vc recomenda?
Estou a procura de panelas para montar minha casa!!
Obrigada!!

Pat Feldman June 22, 2015 at 7:27

As minhas são Staub, e são minhas favoritas.

fabio ohara October 20, 2015 at 21:31

Olá,
PAT , adoro seus comentários e acompanho vc nas suas publicações. Qual a marca de panela de cerâmica que vc indica ?
Obrigado

Pat Feldman October 22, 2015 at 10:45

Fabio, não conheço marcas de ceramica para indicar…. Tenho em casa algumas assadeiras da Ceraflame, mas nunca me informei detalhadamente sobre elas!

Simone January 16, 2016 at 22:33

Pelo que pesquisei e li a Ceraflame é segura, 100% atóxica. Tenho um jogo delas, são ótimas, mas tem que ficar em cima pra não grudar. Porém esfregando bastante com a esponja o grude sai…

Elizabeth de Almeida November 1, 2015 at 16:26

Pat tdo bem? Adorei seu post e gostaria de uma ajuda.
Estou em busca de uma vida mais saudável para mim e minha familia, e essa questao das panelas me deixou procupada.
Pretendo trocar minhas panelas que sak todas de aluminio, aos poucos.
Mas gostaria q me indicasse quais vc usa, marcas e qual utilidade de cada uma por exemplo: qual a melhor para fazer molho de tomates, qual para cozinhar carnes e frangos, etc.
Muito obrigada!!

Pat Feldman November 1, 2015 at 16:37

Elizabeth, aqui em casa eu uso basicamente panelas de ferro da Staub pra tudo. Apenas para os caldos, por conta do peso, opto pelas de inox, da Tramontina.

Vania Neves Quintella Stefanini January 20, 2016 at 13:44

Gostei muito, e aprendi. Comprei umas panelas de teflon há alguns mêses e reparei que a leiteira fica toda volta qdo seca com mancha mais clara. Vou jogar fóra, pois não tem cabimento eu doar, e as panelas de vez em qdo grudam, conclusão fui enganada por um casal de safados numa feira de utilidades domésticas.

Daniele March 2, 2016 at 9:15

olá Pat.
É preciso ferver água nas panelas de inox só antes do primeiro uso ou todas as vezes que forem utilizadas?

Pat Feldman March 2, 2016 at 22:27

Eu fervi nos dois primeiros usos.

Alexandre March 8, 2016 at 23:12

Olá Pat,
Parabéns pela iniciativa e seus comentários. Gostaria de contribuir, se me permite, a respeito do esmalte utilizado em panelas de ferro. Além de entusiasmado cozinheiro amador, minha mulher, filhos e amigos apreciam o que preparo, sou designer industrial e tenho mestrado e doutorado em engenharia de materiais, creio que possa oferecer esta contribuição, especialmente no que se refere às panelas Le Creuset e Staub, por possuir das duas. Em primeiro momento gostaria de esclarecer que as duas panelas utilizam esmaltes em seu interior, com composições diferentes, tecnologias de produção diferentes, mas as duas possuem. Quanto a estes esmaltes, não os devemos temer, em nada se assemelham a muitos outros produtos também chamados de esmaltes, até porque o termo “esmalte” é uma designação genérica que serve tanto para a substância natural que envolve nossos dentes, quanto para substâncias sintéticas variadas com as quais se pintam unhas, paredes e carros, dentre tantas outras coisas. Estes esmaltes aplicados nas panelas, são distintos em suas composições, se para aplicação interna ou externa, além de um pouco diferentes entre as duas marcas, mas são basicamente compostos cerâmicos vítreos, também existentes na indústria cerâmica, são muito semelhantes aos esmaltes utilizados nas louças sanitárias e utensílios de cozinha, que além de oferecerem a função estética, são responsáveis por impermeabilizar a cerâmica, oferecendo também resistência mecânica, de outro modo estas peças absorveriam umidade, permitiriam a proliferação de germes e bactérias e se degradariam muito rapidamente. Não pretendo tratar do esmalte externo aplicado nas panelas, concordamos todos que a aparência das panelas é muito importante, mas este tratamento externo pouco contribui para a qualidade de cocção dos alimentos, portanto, vamos ao que interessa e ao que as distingue de outras panelas e entre elas mesmas. Essa tecnologia de esmaltação de metais ferrosos já foi muito utilizada no passado, tanto por fabricantes de panelas quanto de outros utensílios de metal, de luminárias e baldes a instrumentos médico-hospitalares, principalmente para evitar a corrosão dos metais e por proporcionar melhores qualidades assépticas, até que a viabilização econômica da produção em alumínio e em aço inoxidável tenha tornado essa tecnologia obsoleta, como sabemos hoje e, neste contexto, muitos fabricantes de panelas simplesmente sucumbiram aos novos tempos. A Le Creuset é uma das exceções, manteve-se firme diante de seu mercado consumidor, também pela qualidade superior que a consagrou diante dos concorrentes, e continua a utilizar basicamente a mesma composição de esmalte no interior de suas panelas, ainda que mantenha seus segredos industriais, é praticamente o mesmo da Staub, com uma distinção: é pigmentada (aquela cor clara não é a aparência natural do composto, por ser basicamente vidro deveria ser translúcido). O esmalte da Staub não possui pigmentação, por essa razão, muitos acham que a Staub não tem esmaltação na parte interna, pois a aparência é a mesma das panelas de ferro sem esmalte, mas se não tivesse o esmalte, como qualquer outra panela de ferro, começaria a apresentar marcas de ferrugem sempre que não estivesse em uso. Essa é a principal função original do esmalte nas panelas de ferro, evitar a corrosão. Outra função importante, atualmente conhecida, é minimizar a impregnação excessiva de ferro no alimento, o ferro é importante em nossa alimentação, mas quem compra uma panela dessas não precisa de mais ferro do que o naturalmente encontrado nos alimentos que se consome, como carnes e vegetais, principalmente. De acordo com profissionais da área de saúde, apenas indivíduos com deficiência nutricional ou afetados por alguma patologia precisam da complementação de ferro em suas dietas. Tem mais uma diferença entre as duas, a superfície interna das Le Creuset é quase perfeitamente lisa, o que facilita sua limpeza, já a das Staub é propositalmente texturizada, o que proporciona a formação de uma leve patna residual dos óleos do cozimento, como aquelas marcas difíceis de limpar próximas aos rebites das panelas de alumínio, esta patna nas esmaltadas as tornam cada vez mais anti-aderentes, melhorando mais a cada uso, é o que também ocorre com as panelas de barro (cerâmica), como as que usamos para as melhores moquecas capixabas. Devo esclarecer que essa patna não é sujeira heim!!! Elas devem ser bem lavadas como qualquer outra panela, mas se em uma panela comum de alumínio ou aço inox uma patna como essas apenas faria com que os aliment0s grudassem na panela, com as esmaltadas ocorre exatamente o oposto, é uma propriedade única da cerâmica e do esmalte vítreo cerâmico. É claro que as Le Creuset não se beneficiam disso, quem gostaria de ver sua LC toda manchada por dentro? Por isso o acabamento interno da Staub é propositalmente escuro. De modo geral, concordo com você quando diz que prefere as Staub, elas possuem tecnologia mais recente, também por isso são um pouco mais econômicas, mas tem algumas coisas que prefiro preparar nas Le Creuset. De fato, penso que não existe panela ideal, a panela deve apenas oferecer o que cada cozimento solicita, a não ser que o objetivo seja decoração… (o que tem sido muito comum). Mas se for pra cozinhar, deve-se tirar o melhor proveito do que cada produto tem a oferecer. Só mais uma coisinha que acho importante lembrar, se a panela Le Creuset apresentar manchinhas indesejáveis, pode-se limpá-la com um pouco de água e cloro, ou simplesmente água sanitária, depois é só enxaguar bem e está pronta pra luta de novo. E falando nisso, não deveríamos alimentar uma neura exagerada com produtos químicos, o cloro está na água em que escovamos os dentes e que nos banhamos, consumimos pequenas quantidades diariamente, sem o menor problema e mais, o mais poderoso solvente químico que conhecemos, o ácido hidroxílico, hidróxido de hidrogênio, monóxido de diidrogênio ou, mais corretamente segundo os químicos, óxido de hidrogênio, é essencial para nossa sobrevivência e para o preparo de nossa alimentação, é a nossa inofensiva água. Mais uma vez, meus parabéns pelos posts e, espero ter contribuído.

Pat Feldman March 9, 2016 at 17:36

Contribuiu muitíssimo, obrigada!!

Gustavo November 5, 2016 at 23:29

Alexander, de onde tirou tanta informação? No site da Staub não achei…Aproveitando, conhece as panelas da marca Silit?

Cristiane Couto April 20, 2016 at 9:50

Muito obrigada Paty pelas informações. Acabei de receber minha Staub oval 31. Achei lindíssima e senti mesmo muita diferença no sabor (sem falar na alegria de cozinhar pra minha família numa lindeza dessa. Me senti a mestre cuca, rs). Mas uma coisa me deixou meio chateada, não sei se é por conta do fundo liso, ela escorrega no fogão. É normal?

Ah! Alexandre Parabéns pela excelente explicação. Vc tem blog, site?

Pat Feldman April 20, 2016 at 13:49

Ué, as minhas não escorregam!!!! Qual o teu tipo de fogão?

Alexandre May 30, 2016 at 21:54

Obrigado Cristiane. Não tenho blog não, sou apenas entusiasmado com o assunto.
Realmente ela tende a escorregar se vc aplicar força excessiva quando a manuseia sobre o fogão, certamente, com o tempo, vai apresentar marcas no esmalte, isso é normal, sinal de que está servindo para o que foi fabricada. Cuide apenas para não bater as bordas do fundo em superfícies duras, assim evita que o esmalte se lasque. Essa é a parte chata destas panelas, são pesadas e chatas de lavar tendo que tomar tantos cuidados.
Abraços e parabéns pela aquisição.

Marisa Costa June 7, 2016 at 13:39

Ola Pat! Acompanho seu trabalho e do Dr. Feldman ha muito tempo e confio muito em suas pesquisas. Tenho enxaqueca severa e tenho tentado comer da forma mais saudável possível embora escorregue muito confesso. Quero comprar panelas de cerâmica. pesquisei na net e nas lojas mas não consegui informações exatas sobre liberação de substancias citadas. Os lojistas com interesse em vender sempre dizem que a panela é aprovada e só isso. Nos últimos tempos tem feito alguma pesquisa? Sei que é complicado citar marcas mas entre Polishop e Tramontina qual seria mais adequada? Ou existe outra marca melhor? Marisa. Desesperada em busca de melhor Saúde pois confesso que não suporto mais tanta dor!

Pat Feldman June 7, 2016 at 18:33

Marisa, eu acho que com as panelas de cerâmica eu infelizmente não consigo te ajudar, porque nunca estudei muito a respeito delas… A princípio são boas, mas há que se tomar cuidado com os corantes usados na sua confecção. Se diz por aí que em algumas marcas essas tintas possuem chumbo, que é péssimo para nós. Mas eu não sei se isso é realmente verdade e nem se é válido para todas as marcas.

Marisa Costa July 5, 2016 at 20:19

A Tramontina lançou recentemente uma linha que é de inox por fora e dentro cerâmica. Segundo a vendedora da loja é o modelo melhor por ter um revestimento mais grosso e não uma camada fica da cerâmica. Como a Tramontina costuma ter bons produtos quase comprei mas são caras e quero investir com segurança! Conhece esse lançamento?
Grata.

Pat Feldman July 12, 2016 at 18:09

Infelizmente não conheço ainda, mas pela tua descrição, fiquei curiosa!

Ana January 22, 2017 at 11:17

ola! achei o tópico muito interessante! obrigada por as informações! será que as panelas em inox da meridional são boas? Quero comprar um conjunto mas não tenho muito dinheiro para gastar e me recuso de comprar panelas de aluminio.

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: