RECEITAS Sobremesas

Crocante de maçãs

Agora vocês, queridos leitores, serão cobaias junto comigo!! Vou passar uma receitinha de crocante de maçãs doce que acabei de preparar e que está ao lado do forno esperando ser assada.

Hoje amanheceu um frio de rachar aqui em São Paulo e quando olhei para minha fruteira e vi algumas maçãs “dando sopa”, logo pensei: maçãs ao natural definitivamente não combinam com um dia tão frio – pelo menos EU não sinto a menor vontade de comer maçãs fresquinhas nesse frio (está cerca de 13 graus do lado de fora da minha janela, segundo o termômetro que tenho ali).

Minha casa hoje está especialmente gelada depois do “cano” sem tamanho que tomei do serralheiro. Contratei, dei um cheque de entrada de um valor total astronômico para a troca da janela da área de serviço. Um janelão de fazer inveja a qualquer um, até você precisar gastar para consertá-la… O fato é que o tal serralheiro não cumpriu prazo nenhum, parou de atender meus telefonemas e eu surtei de vez e mandei ele “catar coquinho”!!! Dispensei o serviço dele e fui atrás de outro, mas fiquei com o buracão lá, sem vidro, sem janela, sem nada…

Mas vamos voltar às maçãs…

Piquei quatro maçãs grandes (consegui orgânicas no último sábado! viva!) em cubos, com casca e tudo. Temperei com um punhadinho de canela e reservei já numa travessa refratária.

Num outro pote misturei pouco mais de uma xí­cara de flocos de quinoa (que poderiam ser flocos de aveia, mas eu não tinha aqui), cerca de meia xí­cara de rapadura ralada, umas 2 ou 3 colheres de sopa de manteiga e outras 2 ou 3 de óleo de semente de uva prensado a frio. Mais um tantinho de canela.

Fui amassando com as mãos, até formar um tipo de farofa, que distribuí­ uniformemente por cima das maçãs picadas.

Meus planos agora – mais perto do horário do marido chegar – é assar as maçãs em fogo médio por uns 30 minutos cobertas com papel alumí­nio. Depois tiro o papel e deixo assar mais uns 20 ou 30 minutos – o suficiente para dar uma “bronzeada” por cima.

Será que vai dar certo?? Antes de dormir venho aqui contar a vocês!!

20:30

O crocante está lá no forno, perfumando a casa todinha com o perfume de maçãs assadas. Aqui está parecendo a casa da vovó com esse cheirinho gostoso… Daqui a pouco vou saber o resultado…

Se o sabor ficar bom como o aroma!! Eureka!!!

21:20:

Sentados à mesa provando e…

Sucesso absoluto, podem fazer em casa exatamente desse jeito porque ficou com demais, com quinoa e tudo!!!

Quem é a Pat FeldmanPat Feldman

Pat Feldman é culinarista, criadora do Projeto Crianças na Cozinha (www.criancasnacozinha.com.br), que visa difundir para o grande público receitas infantis saudáveis, saborosas e livre de industrializados. É também autora do livro de receitas A Dor de Cabeça Morre Pela Boca, escrito em parceria com seu marido, o renomado médico Alexandre Feldman.

12 comentários

  1. Oi Pati, a gente se conhece lá da comunidade dos bebes de maio do orkut! Voltando à receita, eu conheco isso como crumble de macas! Faco aqui em casa tb quando tem umas macas sobrando e nao estao querendo ser “comidas”! É uma delícia quentinho e com sorvete de creme! Mas “sozinho” tb é de lamber os beicos! A quinoa tem aqui na Alemanha e faco muito pro Alex, assim como o “bulgur” que é muito parecido tb (nao sei como se chama em português!)! Ele adora!
    beijinhos, Marcia

  2. Eu tamb̩m conhe̤o essa receita originalmente por Apple Crumble Рcomi pela primeira vez no norte da Inglaterra, numa fazenda em que me hospedei por duas semanas. Nunca mais esqueci da maravilha!!!!

    Bulgur não é trigo sarraceno não. Me parece que é trigo para quibe.

    Quanto à mudança de nome, para crocante, foi só uma “inspiração tupiniquim”, vontade de deixar mais brasileirinho, até porque não fiz de acordo com a receita original que tinha aqui em casa, né… Assim eu me permiti dar novo nome!!!

  3. Nao é trigo tb nao! Com o trigo aqui em faco um taboule genial! Vou catar pra saber o que é o bulgur! Beijinhos e feliz dia das maes pra vcs atrasado!

  4. Pat! Este óleo de semente de uva prensado à frio é importado, né? Tenho procurado aqui em Porto Alegre e não tenho encontrado!

  5. Pat, a manteiga tem que estar gelada pra fazer essa farofa??
    (adoro maçã com canela….uhmmmm! Esse seu crocante vai ficar ótimo servido quente, com iogurte natural geladinho) :)

  6. Oi Pat,
    Já fiz algumas vezes uma receita semelhante ensinada por uma amiga americana, só que com aveia e acúcar (em vez de quinoa e rapadura), e tambem sem o oléo de sementes de uva e com maças descascadas. Aqui se come muito, aproveitando cada safra: de pessegos (bom demais!), de peras, etc… todas ficam ótimas
    Beijos, Poliana

  7. Adorei sua página,muita coisa interessante que copiei para meu livro de receitas.Abçs
    O que é Bulgur:
    O bulgur é um derivado de trigo rico em magnésio e com pouca gordura.

    Para o fabrico do bulgur, os grãos de trigo são parcialmente cozidos, depois são secos, normalmente ao sol, e por fim são partidos.

    Cozer no dobro de água durante cerca de 35 minutos.

    Produto de origem biológica.

  8. Pat, o oleo de semente de uva pode ser substituido pelo oleo de coco?
    Bjs!

  9. Não aguentei de vontade e resolvi tentar a receita com o oleo de coco antes mesmo de vc me responder, e ficou uma delicia! Nossa, que opçao fantastica para dias frios (que para mim clamam por doces)…nhamy!

    1. Vanessa, o óleo de uva é menos resistente ao calor qeu o óleo de coco, porém ainda assim é uma boa opção para cozinhar. Essa sobremesa é realmente tudo de bom em dias frios!!

  10. […] acompanhamento para o bolo de chocolate sem farinha, peras, maçãs ou bananas assadas com canela, crocante de maçãs, strudel de bananas (AMO!!) ou qualquer outra delícia que você […]

Comentários estão encerrado.

%d blogueiros gostam disto: