Acompanhamentos RECEITAS

Patatas al Caldero (Batata Andaluza em Molho de Tomate e Pimenta)

Estou de saída para mais um delicioso jantar com a turma do Slow Food e deixo para vocês essa receitinha mais do que deliciosa, que eu não preparo há tempos, mas adoro. Quem sabe no fim de semana eu não me inspire, só para colocar a foto dela aqui para vocês?!?

Eu não tenho nadinha a acrescentar a esta receita mais do que perfeita, do livro Cozinha Mediterrânea, da Paula Wolfert. É uma receita relativamente simples, com ingredientes baratos e muito “aconchegante” (foi o melhor que achei para traduzir o termo “confort food”, que eu adoro).

Este é um prato simples de batata, tradicionalmente servido a traballhadores docampo durante a colheita das azeitonas. Caldero se refere a uma panela grande, usada para cozinhar as batatas. Você pode servi-lo em pratos de sopa como primeiro prato, assim como se serve com massa ou risoto na Itália.

Na receita original,as batatas são cortadas em fatias finas, fritas rapidamente em azeite de oliva e em seguida cozidas em fogo baixo num molho picante e aromático de tomate e pimenta. As batatas ficam macias e os sabores se harmonizam, resultando num daqueles pratos simples, miraculosos, que derretem na boca, encontrados de vez em quando na região do Mediterrâneo.

Na minha versão uso muito menos azeite, mas gosto mesmo assim, é delicioso. O molho dectomates e pimentões pode ser feito com 1 ou 2 dias de antecedência.

(a autora)

Ingredientes:

azeite de oliva extra virgem

6 batatas yakon médias (cerca de 1kg)

1 pão integral médio (tamanho de um pão francês, quie é o que a autora usa originalmente), dormido

2 dentes de alho descascados e cortados ao meio no sentido do comprimento

1/3 de xícara de pimentão vermelho cortado em cubos

1/3 de xícara de pimentão verde cortado em cubos

3 colheres de sopa de cebola picada

1 tomate grande orgânico (os pimentões também devem ser orgânicos)

1 folha de louro pequena

1/4 de colher de chá de cravos da índia moídos

1/4 de colher de chá de cominho moído

1/4 de colher de chá de pimenta do reino branca moída na hora

1/4 de colher de chá de páprica picante

uma pitada de pimenta vermelha em pó

sal à gosto

2 ou 3 galhos de salsinha

Modo de Preparo:

Pincele um tabuleiro com azeite de oliva extra-virgem. Pré-aqueça o forno a 220 C

Descasque as batatas yacon e corte-as em fatias finas, à mão, fazendo rodelas de 6mm de espessura. Cubra o tabuleiro untado com uma camada de batatas yacon sobrepostas, ponha na grade do meio do forno e asse por 20 minutos. Vire as batatas e asse por mais 20 a 25 minutos,até as fatias de batata yacon ficarem macias e coradas.

Retire do forno.

Enquanto as batatas estão assando, prepare o molho de tomate. Corte o pão em fatias grossas. Esfregue levemente um dos dentes de alho e as fatias de pão com azeite e ponha-os num tabuleiro. Asse por 15 minutos, ou até ficar dourado de todos os lados. Reserve.

Aqueça 2 colheres de chá de azeite extra virgem numa frigideira grande e funda ou numa wok, em fogo médio. Acrescente o pimentão vermelho e o verde e 1 colher de sopa de água. Tampe e cozinhe por 2 minutos ou até amaciar.

Acrescente a cebola e mais 2 colheres de água e continue cozinhando, sem tampa, por 4 a 5 minutos, mexendo, ou até evaporar toda a umidade e a cebola estar levemente corada.

Junte o tomate, o louro, os cravos da Índia, o cominho, a pimenta brsanca, páprica e a pimenta vermelha em pó e cozinhe, mexendo, por 5 a 7 minutos, até o tomate ficar macio e pastoso. Retire do fogo e jogue fora o louro.

Ponha o pão torrado de molho em 2 3/4 xícaras de água filtrada por 5 minutos para amaciar. No processador de alimentos, faça um purê com o pão, junto com uma xícara da água do molho, o dente de alho assado (aquele que foi junto com o pão) e o não assado, e a mistura de tomates e ppimentão.

Passe tudo por uma peneira (eu pulo a peneira, não vejo real necessidade) de volta para a panela ou wok. Acrescente o resto da água em que o pão ficou de molho e acerte o tempero com sal.

Leve à fervura e em seguida abaixe o fogo para médio. Ponha as batatas coradas no molho, mexendo delicadamente para separá-las. Cozinhe por 5 minutos. Sirva quente, em tigelas de sopa grandes, salpicado com salsinha.

Quem é a Pat FeldmanPat Feldman

Pat Feldman é culinarista, criadora do Projeto Crianças na Cozinha (www.criancasnacozinha.com.br), que visa difundir para o grande público receitas infantis saudáveis, saborosas e livre de industrializados. É também autora do livro de receitas A Dor de Cabeça Morre Pela Boca, escrito em parceria com seu marido, o renomado médico Alexandre Feldman.

4 comentários

  1. Pat,

    Por que vc sempre usa a batata yakon?
    Eu nunca usei pra cozinhar, sempre comi crua

  2. vim a conhecer a batata yakon ao trabalhar num super mercado da minha cidade. fico em contato com legumes , frutas e verduras o tempo todo. me interesso muito por “alimentação saudável”, e se eu pudesse cursaria uma faculdade de nutrição, pois fiz o técnico em nutrição.

Comentários estão encerrado.

%d blogueiros gostam disto: