Adoçantes na Gravidez

by Pat Feldman on 10/04/2010 · 18 comments

in Alimentação, ARTIGOS, Gravidez

“Passeando” pela internet, cheguei a esta matéria no site Sempre Materna e achei importantíssimo o alerta para as grávidas e mamães que ainda insistem em consumir adoçantes artificiais durante a gravidez e a amamentação. Adoçantes artificiais e gravidez definitivamente não combinam!!!!

Antes de reproduzir a matéria aqui, um comentário importante: aquilo que pode nos fazer mal durante a gravidez, pode nos fazer mal em qualquer época da vida, então o ideal mesmo é ficar longe.

No caso de adoçantes, reeduque seu paladar para coisas menos doces, mas os doces que ocorrem normalmente na natureza, como frutas bem maduras ou mel em quantidades moderadas. A troca é super vantajosa!

Tenho uma amiga não muito íntima que está grávida e fico com vontade de dar uns conselhos a cada vez que a encontro tomando seu lanchinho da tarde: um sanduíche com presunto e uma latinha de refrigerante light. O presunto não lá grande coisa, refrigerante é péssimo, light então, cheio de adoçantes, pior ainda!! Mas como ea não pediu minha opinião, prefiro ficar na minha… Ela está uma grávida linda, não engordou demais, está com a felicidade estampada na cara, mas me preocupa a saúde da bebê com tantos aditivos ainda no útero…

Cada um com seu cada um, não é mesmo? Ela com certeza está sendo bem acompanhada por uma obstetra, que infelizmente esueceu de alertá-la sobre o consumo de produtos com adoçantes artificiais em sua composição…

Agora a matéria:

A gestação é, sem dúvidas, um dos momentos mais esperados pelas mulheres. Durante os nove meses todo o cuidado é pouco. O ritmo de trabalho diminui e o cardápio muda completamente.

O medo de engordar e não reconquistar a boa forma após o nascimento do bebê é preocupação constante entre as futuras mamães. A primeira atitude comum é cortar o açúcar e substituí-lo por adoçantes com menos calorias.

Mas, essas escolhas podem estar erradas. De acordo com a nutricionista, Elaine Rocha de Pádua, o uso indiscriminado do adoçante pode causar sérias consequências, inclusive para o bebê. “Os adoçantes podem ser naturais ou sintéticos. Ambos devem ser utilizados com cautela, principalmente no primeiro trimestre da gestação, para que se evite a possibilidade de efeitos causadores de má-formação no bebê”.

As piores opções para a gestante são os adoçantes artificiais à base de sacarina e ciclamato de sódio. São populares, principalmente, pelo preço baixo, mas, apresentam risco potencial de acordo com especialistas.

Veja os adoçantes mais populares e suas possíveis consequências:

Sacarina
Derivado da naftalina, foi o primeiro adoçante a ser descoberto. Adoça 400 vezes mais que o açúcar, apesar de seu sabor altamente amargo. Possui substâncias que podem ser metabolizadas e, assim, atravessa a placenta e chega ao feto. Estudos comprovam que, nesses casos, a substância é encontrada no cordão umbilical. Além disso, incide na elevação da pressão arterial e é excretada no leite da mamãe.

Ciclamato de sódio
Quando associado à sacarina tem agradável sabor. Adoça de 30 a 140 vezes mais que o açúcar. Pode atravessar a placenta e lesionar o cérebro do feto. Tem também o poder de aumentar o nível plasmático materno em 25%. Nos Estados Unidos o ciclamato é proibido.

Aspartame
Apesar de menos valor calórico (4kcal/g), contém fenilalanina e ácido aspártico, quando as duas substâncias são metabolizadas se tornam altamente tóxicas e podem diminuir os níveis de serotonina do cérebro. Por isso, traz riscos de lesões no sistema nervoso do bebê, já que ele capta cinco vezes mais o adoçante do que a mamãe. Adoça de 180 a 220 vezes mais que o açúcar. Além disso, não é indicado para pessoas hipertensas e pode causar graves crises de enxaqueca.

Sucralose
Mais moderno, é da segunda geração de adoçantes e não é metabolizado. Adoça 600 vezes mais que o açúcar, além de ser isento de calorias. Não apresenta riscos de intoxicação ao feto e problemas neurológicos.

Independente da composição, a quantidade de adoçantes que usamos deve ser levada em consideração. “Atenção ao uso contínuo e exagerado. Temos que nos lembrar que, além do consumo dos adoçantes, os componentes são encontrados em diversos produtos diet e light”, conclui Elaine.

Você sabia?
Quando os adoçantes são ingeridos eles não substituem o açúcar para o nosso cérebro, ou seja, não indicamos aos neuroreceptores cereb
rais o consumo de açúcar, portanto, não satisfaz a necessidade do cérebro. Por isso, muitas pessoas tem compulsão por doces.

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 12 comments }

Fernanda April 10, 2010 at 21:27

Gente, como alguem pode tomar adocante eu nao entendo, ainda mais na gravidez! Alem do mais eu acho o gosto de adocante HORRIVEL!!

Dona Flor April 11, 2010 at 6:30

Adoçante deixa gosto de metal na boca… só provei uma vez. Refrigerante eu tomo (não todos os dias, nunca mais de dois copos quando tomo), mas light eu passo. Prefiro tomar água mesmo.

Fátima April 11, 2010 at 22:21

Olá, Com relação aos adoçantes, tenho uma palavra. Durante minha última gravidez, Pedro hoje tem 11 anos, usei Stévia, esta é uma planta, mas o veículo usado é a lactose, coisa que não afeta a feto. mas ao fazer o teste do pezinho foi detectado uma intolerância a lactose, coisa que não se comprovou em um segundo teste, acho até que isso tem um nome mas não me lembro. O que quero dizer é que apesar dos cuidadoa em usar um adoçante natural mesmo assim foi dectado fico imaginando essa sua amiga tomando refrigerantes….

Viviane Freitas May 15, 2010 at 21:53

Olá!!!Antes eu tomava adoçantes pois não sabia que fazia mal.Nunca nenhum mèdico me orientou a respeito disso .Então tomei dos 18 aos 33 anos até conhecer esse site e adquirir o livro do dr Alexandre.Tomei adoçantes durante minha gravidez inteira.Hoje eu vejo o mal que fiz a mim e aos meus filhos,mas mudei a tempo e tenho uma vida mto melhor livre de enxaquecas e depressão…

Evelyn February 7, 2014 at 16:54

SEUS FILHOS NASCERAM SAUDÁVEIS?
ESTOU COM MEDO. NÃO SABIA DO MAL
E TOMO MUITO. AINDA ESTOU COM 03 MESES DE GRAVIDEZ

Renata June 29, 2010 at 22:52

Nossa, a cada dia que leio as mate´rias aqui me surpreendo e fico com medo, porque ja tive meu bebê que esta com 04 meses, e graças a Deus não teve nenhum problema de má formação, mas eu usei e usava até hoje não em muita quantidade somente as vezes no café com leite ou suco porque café puro nem pensar, as vezes prefiro adoçar o café e tomar com leite e não precisar adoçar.
Incrivel participei e ainda participo de algumas comunidade durante a gestação, li alguns livros sobre cada passo da gravidez e em nenhum destes lugares me falaram nada sobre o uso ou o mal que pode fazer o adoçante, inclusive na minha gestação eu tive um pouco de diabete gestacional então eu controlei bem o açucar, massa, cortei refri e com isto nao engordei muito.

alessandra July 27, 2014 at 20:14

Nossa descobri ontem que estou grávida então estava fazendo uso do adoçante. Será que poderá causar algum mal para o meu bebê.

Pat Feldman July 27, 2014 at 20:35

Quanto antes parar, melhor!

Michele September 10, 2014 at 10:04

Pat, o Stevia também é muito prejudicial?

Pat Feldman September 10, 2014 at 20:48

Sim Michele, e deve ser evitado especialmente na gravidez. Os antigos povos paraguaios usavam chá de stévia como abortivo.

leticia September 16, 2015 at 11:24

A estou cm diabete gestacional e minha medica me receitou a toma adocante no suco e no cafe agora estou em duvisa se continuou a toma

Pat Feldman September 16, 2015 at 18:24

Se eu fosse você, nem suco tomaria!

Comments on this entry are closed.

{ 6 trackbacks }

Previous post:

Next post: