Sorvete de Iogurte com Frutas Silvestres

by Pat Feldman on 10/02/2011 · 7 comments

in RECEITAS, Sobremesas, Sorvetes

Geeente, que calor incrível que está fazendo aqui em São Paulo!! Não sei mais o que fazer para me refrescar!!! As refeições aqui tem sido leves, as sobremesas são sempre frutas – geladas, ao contrário da preferência usual do meu marido. Mas hoje vi algumas amoras e mirtillos (blueberries) passando do ponto na geladeira e resolvi fazer um delicioso sorvete com eles.

Mirtillos e amoras costumam ser chamadas de frutas silvestres, e por aí eu entendo que são frutas “pescadas” mais ou menos no meio do mato, encontradas quase ao acaso. Isso com certeza não acontece mais hoje em dia. Os pomares cresceram e se sofisticaram, com suas irrigações, sombras e luminosidades controladas e… – infelizmente – os agrotóxicos… Eu ainda não encontrei mirtillos e amoras orgânicas, mas gostamos tanto dessas delicadas frutinhas aqui em casa, que vez por outra nos damos o prazer.

A fórmula desse sorvete é a mesmo de todos os meus sorvetes, a mais tradicional forma de se preparar um bom sorvete: creme de leite fresco, gemas, extrato natural de baunilha, frutas e algo para adoçar – hoje escolhi o mel.

O sorvete ficou espetacular, e é uma pena que nem sempre eu dê sorte de fazer uma foto que faça juz à gostosura dessa sobremesa. Fotos boas tiradas por mim acontecem normalmente durante o dia e quase sempre são pura sorte!

O sorvete ficou delicioso, um dos melhores que já fiz! E sem máquina de sorvete, porque quando fui ver o recipiente da minha, que deveria estar guardado no freezer, estava bem no fundo do armário!

Ingredientes:

1 xícara de creme de leite fresco

1 xícara de iogurte natural integral

1 xícara de amoras frescas

1 xícara de mirtilos

4 gemas de ovo caipira

1/2 xícara de mel (use mais ou menos mel de acordo com seu paladar, mas para as crianças o ideal é adoçar pouco para que acostumem seu paladar a coisas que não sejam excessivamente doces)

2 colheres de sopa de extrato natural de baunilha

Modo de Preparo:

Leve todos os ingredientes ao liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea.

Transfira o conteúdo para a máquina de sorvete e siga as instruções do fabricante.

Caso você não tenha uma máquina de sorvete (ou como eu, não teve a esperteza de manter o recipiente da máquina no freezer), transfira o conteúdo para o recipiente da batedeira e leve tudo ao freezer por uma hora.

Tire o recipiente do freezer, bata rapidamente a mistura e leve ao freezer novamente por mais uma hora. Repita esse “freezer-tira-bate-freezer” diversas vezes, até obter a conssitência desejada.

Envie para um amigo Envie para um amigo Versão para impressão Versão para impressão

{ 7 comments }

Liana February 11, 2011 at 9:51

Ai que vontade. S’o tenho as blueberries congeladas. Amora eu talvez consiga aqui perto. tem muitas casas com um pezinho de amora que chegam a estragar por ningu’em pegar do pé.

Vou fazer.

Nham, nham

vera February 11, 2011 at 14:03

Muito bom!, poderia colocar manga?, tenho um pe aqui que esta carregado, o que vc acha? vou fazer hoje mesmo , estou de volta ao Brasil moro num lugar muito quente aqui estamos com quase 35 C mas parece muito mais rs… o bom mesmo e ficar na piscina e tomar esse sorvete , tudo de bom , bjs!!!

Pat Feldman February 11, 2011 at 15:13

Com manga parece ótimo!

Mariana March 1, 2011 at 17:09

Pat,
não tenho amoras nem blueberries, mas posso fazer o sorvete sem elas ? Ficaria um simples sorvete de iogurte ?
Assim posso servir com uma calda de chocolate ou mesmo de frutas vermelhas.
Bjs!

Pat Feldman March 1, 2011 at 18:29

Pode sim, Mariana! Eu inclusive tenho a receita mais detalhada aqui no site!

Janete February 13, 2014 at 19:53

Pat, não tem problema usar gema de ovo crua? E posso usar a clara também, porque que eu saiba, a clara também é muito nutritiva. Obrigada.

Pat Feldman February 15, 2014 at 9:51

Janete, não se recomenda usar a clara crua porque ela é muito difícil de digerir. Quanto à gema, a maioria das recomendações oficiais é de que não se use gema crua, mas eu uso na minha casa há mais de 10 anos, passei a infância comendo gema crua quase diariamente (sempre AMEI gemada) e nunca tive problemas!

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post: