RECEITAS Sopas

Sopa Cremosa de Milho

Essa sopa do jantar de hoje era só para ser uma versão ultra simplificada do delicioso Clam Chowder já publicado aqui no site, mas meu marido ficou tão enlouquecido pela sopa, que praticamente me obrigou a publicar a receita.

Ele tem razão! A sopa ficou realmente deliciosa e foi facílima de preparar!

Recomendo muitíssimo nesses dias frios do nosso inverno úmido.

Para a sobremesa preparei o Bolo de Polenta com Limão e Tomilho da Fer, lá do blog Chucrute com Salsicha. Uma delícia!!!!!

Ingredientes:

2 xícaras de milho verde debulhado (eu usei um fresquinho, comprado pronto no Sacolão, mas aqueles congelados também são ótimos. Só não recomento milho enlatado.)

Essa imagem, do blog www.designcrushblog.com ilustra bem a cara que a minha sopa ficou. Numa próxima eu tento fazer a foto oficial!

2 batatas médias

2 xícaras de caldo de peixe caseiro

1 xícara de água filtrada

1/2 xícara de creme de leite fresco

3/4 de xícara de leite integral

1 colher de chá cheia de sal de Guerande

1 colher de chá rasa de pimenta do reino moída na hora

1 pitada generosa de noz moscada ralada na hora

3 talos de cebolinha finamente fatiadas

Modo de Preparo:

Cozinhe as batatas e o milho no caldo de peixe com água já temperados com o sal e a pimenta, até que as batatas fiquem bem moles.

Deixe descansar por 30 minutos até a mistura esfriar um pouco e transfira para o liquidificador, juntando o creme de leite, leite e a noz moscada.

Bata bem até obter uma mistura bem uniforme (por causa das cascas do milho, a sopa demora a ficar completamente uniforme e eu gosto mais que não fique!).

Retorne a sopa para a panela, acerte a consistência com mais água filtrada caso queira (eu acrescentei mais 1/2 xícara).

Acerte o sal e a pimenta, e não tenha medo de usá-los!

Desligue o fogo, junte as cebolinhas e sirva imediatamente.

Quem é a Pat FeldmanPat Feldman

Pat Feldman é culinarista, criadora do Projeto Crianças na Cozinha (www.criancasnacozinha.com.br), que visa difundir para o grande público receitas infantis saudáveis, saborosas e livre de industrializados. É também autora do livro de receitas A Dor de Cabeça Morre Pela Boca, escrito em parceria com seu marido, o renomado médico Alexandre Feldman.

6 comentários

  1. Oi Pat,

    Adoro bolo de milho mas desde que você postou o “tratamento” pelo qual deve passar antes de ser consumido, passei a evitá-lo. Você preparou o seu bolo do mesmo jeito que está no Blog da Fer?

    1. Maria Christina, eu preparei igualzinho a receita da Fer, sem deixar de moljho nem nada, pra ver como ficava. Nas próximas eu quero testar modificações, e uma delas é fazer o molho na solução de cal. Não sei se fiz algo de errado ou se o bolo é assim mesmo, mas apesar de extremamente saboroso, achei um pouco seco.

  2. Paty, boa noite!!
    Adoro o seu site. Tenho feito diversas receitas e meu filho de 1 ano e 4 meses adora todas. Em especial, os Bolinhos de carne assado. Elde come e faz: Huuummm! rs
    Eu gostaria de saber se essa Sopa Cremosa de Milho, pode ser congelada. Pergunto isso por conta do creme de leite e batata. Qdo a sopa tem batata e é congelada, normalmente fica com um sabor estranho ao ser descongelada.
    Quero congelar, pois faço diversas sopas para o meu filho, congelo em porções individuais e vou variando durante a semana.
    Como vc faz com o milho??? Eu tenho em espiga na geladeira?
    Você cozinha a espiga e solta o milho??? Ou raspa antes de cozinhar??
    Muito obrigada e parabéns pelo belo trabalho.
    Beijos Juliana.

    1. Juliana, no sacolão aqui pertinho de casa eles normalmente soltam o milho da espiga e já vendem assim. Fazem todos os dias, está sempre fresquinho, mas das vezes em que comprei de espiga, soltei o milho antes de cozinhar.

      Quanto a congelar essa sopa, realmente não tenho certeza… Nunca tentei congelar e realmente a batata nunca fica com o mesmo gosto. Deixe pra fazer essa sopa em particular quando mais gente for consumir, ou então diminua as quantidades, faça meia receita ou algo do tipo. A maioria das outras sopas eu congelo sem problemas.

  3. Pat, tenho algumas dúvidas e como não sei onde postar, resolvi colocar aqui mesmo:

    1 – Na lactofermentação como no caso da beterraba, eu poderia cozinhar no vapor ao invés de assar no forno?

    2 – Voce já experimentou lactofermentar os grãos de milho fresco? É que eu gosto muito daquele milho em conserva. Gosto muito de usá-los em saladas mas estava pensando em uma alternativa mais saudável, como a lactofermentação.

    3 – Em algumas receitas, percebi que voce usa o soro de iogurte após deixar algumas farinhas no cal virgem. No intervalo entre os dois processos, a farinha não irá azedar se ficar fora da geladeira?

Comentários estão encerrado.

%d